sábado, março 24, 2007

O Caos que a Presidente da Câmara Municipal de Almada quer criar aos residentes e ao trânsito local

Apesar de ter havido uma decisão governamental, a CMA sempre insistiu em manter a linha 3 do comboio-eléctrico que designa por MST, na Rua Lopes de Mendonça, contrariando todos os pareceres do estudo mandado fazer pelo Governo. Quer prejudicar assim os moradores. Com essa teimosa atitude, a CMA rouba aos moradores o passeio público do lado direito da rua - correspondente aos nºs pares – para aí colocar uma faixa de rodagem, passando as viaturas a circular coladas aos prédios. Veja-se esse passeio (na foto é o da esquerda; na montagem é à direita), no qual estão as entradas dos prédios e se encontram as saídas/entradas das garagens, duas por cada prédio, 6x2=12.
(clique sobre as fotos para aumentar)

Imagine-se esse passeio com as viaturas normais ou pesadas, autocarros, a circular junto dos prédios ou paradas por qualquer motivo ( recolher crianças, deficientes fisicos, idosos, cargas descargas, fazer uma mudança ou avaria). As ultrapassagens são impossíveis !

Na montagem a zona a vermelho corresponde ao espaço canal do comboio-eléctrico e a zona preta à faixa de circulação de viaturas. A zona azul será o que ficará para passeio público destinado a peões. À direita deste passeio temos as entradas e saídas das garagens e dos prédios. Em caso de emergência, como será com carros de bombeiros em socorro ou passagem local. Não haverá hipótese de ultrapassagem e a via fica totalmente bloqueada, já que a faixa de circulação actual vai ser ocupada e excedida pelo espaço canal do comboio-eléctrico, onde este tem sempre prioridade. Estas fotos foram obtidas localmente. À esquerda nas 4 fotos encontra-se o passeio em causa. O parqueamento que se vê, bem, à direita em 3 fotos, irá ser ocupado por outra faixa de rodagem (com sentido contrário) de acordo com a irracional prepotência da CMA, para além do qual ficará um parque de estacionamento , único na rua só para 8 automóveis.

Quem será responsabilizado por demoras em socorro, combate a incêndio ou qualquer outra situação de emergência, ou em que ocorram vítimas ou agravamento de danos em consequência da situação que a CMA quer criar no local, em flagrante prejuízo dos moradores. O executivo da CMA e a sua presidente serão então chamad0s a assumir responsabilidades por danos causados aos cidadãos / residentes, em consequências das suas irracionais teimosias? Não há ninguém com responsabilidades neste país que veja isto? Será que o actual executivo municipal e a sua presidente não vêem estes problemas, quando há uma alternativa lógica e racional, objecto de decisão governamental?

Será que a CMA e sua presidente já se esqueceram com o que ocorreu em Lisboa, no dia 25 de Agosto de 1988, no Chiado, quando do incêndio que destruiu aquela zona da cidade e cujas imagens correram mundo, onde os bombeiros tiveram dificuldades e impossibilidades de acesso, com incidência no agravamento dos danos e prejuízos, devido às obras feitas na via pública por ordem da então gestão municipal ?

Continua a ser permitido brincar com as pessoas, os residentes, os cidadãos, os seus direitos e com o dinheiro público ?

De Quem é e Para Quem é Almada?

29 comentários:

Repórter disse...

Gostava de continuar a comentar neste blog mas, como as minhas últimas intervenções foram apagadas, parto do princípio que serei "personna non grata". Por isso, continuarei a ler mas... em silêncio.
Boa sorte.

residente disse...

Caro reporter, garanto-lhe que não apaguei qualquer sua intervenção, nem de quem quer que fosse. Neste Blog há dois comentários que foram apagados, mas esses são meus e motivado por: um devido a gralha de escrita, tendo optado por apagar e reescrevê-lo, o outro por ter sido inserido em duplicado. nehum comentário foi apagado nem tenho intenção de fazer qualquer censura.
O que refere, não se passou aqui, nem pelo residente. A participação de quem quer seja é bem-vinda e é na intervenção que se avança.

Anónimo disse...

Almada vai perdendo interesse para aí se viver caso contiunue a ter autarcas afastados dos interesses da população residente.

amigo da costa disse...

residentes da Ramalha não desistam da vossa luta contra o livre arbítrio e o obscurantismo mental de alguns caciques do concelho.

Repórter disse...

Vou, então, partir do princípio que nada se passou.
Não tenho o direito de duvidar da sua palavra, "residente". E juro que não duvido.
Cumprimentos.

residente disse...

Para repórter: Agradeço suas palavras. Repito que aqui a publicação dos comentários é automática e qualquer um pode comentar.Não há censura.

Carlos Romão disse...

O povo de Almada já deu provas de que a CDU é sinonimo de Progresso e Mudança, portanto vozes esquerdistas como o Reporter, são bocelos de ...
Um conselho amigo Reporter vá dar uma voltinha pelo casario e depois tome um banho no Ginjal...

EMALMADA disse...

Quando me falam em PROGRESSO.
Eu pergunto: o que se entende progresso ? e acrecento: o que é progresso para uns, é retrocesso para outros. Por exemplo há quem diga que a "globalização" é progresso. Outros dizem : é aumento da pobreza e exclusão social, é acumulação de mais capital nas mãos de uns poucos, cada vez menos e aumento do números dos pobres e excluídos sociais.
O que são pobres, tmbém podemos questionar.
Como se consegue a acumulação fácil e rápida desse capital.
Globalização é aumento da riqueza económica! De quem? Como é distribuída essa riqueza? Será?
Quando me falam em MUDANÇA : pergunto para onde ? e para quê ? para melhor? para pior?
Esse tipo de chavões muitas vezes nada dizem.
Temos de ser irreverentes e questionar.
Quem está no poder também tem de saber ser humilde enão ser arrogante.
Fazer perguntas e se as respostas não nos convencerem nem nos cobseguirem persuadir, devemos voltar a questionar, não nos inibindo de o fazer.
Só assim questionando sempre a nós e aos outros evitaremos que uns poucos, armados em espertalhões tomem contas de nós e das nossas mais valias por via do voto democrático.

Anónimo disse...

"Continuaremos a acompanhar os projectos estratégicos em curso na Freguesia, como sejam o M. S. T. - Metropolitano Sul do Tejo..."

Transcrição da afirmação do Presidente da Junta perante todos os seus fregueses (Boletim Informativo da Junta de Freguesia do Pragal, Março de 2007).

Perguntam os fregueses do Pragal e demais pagadores de impostos:

No seu tão dedicado desempenho e como presidente da junta, vai acompanhar (e defender) os interesses de quem?

- Dos seus fregueses?
- Do dono da obra (o Estado)?
- Da Câmara e da sua presidente?
- Do Concessionário?

Quem lhe confiou tão nobre tarefa?

Acompanhar para fazer de conta não vale a pena...

Se está mandatado pelo Estado (todos nós...) só pode e deve defender a solução que o próprio Estado fixou correspondendo à "exigência" da C.M.A., recorda-se? (os políticos têm a memória tão curta...)


Sempre afirmou que está do lado dos seus fregueses, está na hora de o provar (afinal até conhece bem a Rua Lopes de Mendonça, conforme este BLOG demonstra)...

Qualquer outro "mandato" que lhe tenham "confiado" senhor presidente não se coaduna com as funções que os "seus" fregueses lhe confiaram...

Afinal, não é o presidente de todos os seus fregueses?

Tem agora a oportunidade de o provar.

DEFENDA-OS DA VORACIDADE DOS INTERESSES OBSCUROS...

SE O NÂO FIZER CORRE O RISCO DE FICAR ASSOCIADO A TAIS INTERESSES !!!!

Os seus fregueses não lhe perdoarão. NUNCA, entendeu?

Repórter disse...

É evidente, Sr. Romão, que não vou perder tempo consigo.
Boa semana.

Anónimo disse...

É evidente que serão os cidadãos a perder qualidade de vida, e não serão só os desta rua, porque o resto da cidade de Almada que vai ser atravessada pelo comboio/eléctrico também não irá ficar em boas condições.
O grande problema é que as autarquias e os respectivos autarcas querem ficar na história e desatam a copiar o que fazem as outras cidades, só que da pior maneira. É caso para dizer que nem copiar sabem....

funcionário da câmara disse...

Antes de mais, não quero deixar de dar os parabéns ao autor deste blog. Está bem estruturado e, principalmente, tem informação útil, pertinente e indispensável a quem mora em Almada ou a quem cá trabalha ou visita.

Como já se aperceberam pelo nickname, sou funcionário da Câmara e aproveito este comentário para fazer notar alguma desilusão que sinto em certos excertos e comentários que tenho lido por aqui.

Essa desilusão tem a ver como se tem tratado e generalizado de forma abusiva a posição dos funcionários da Câmara. Em particular quando se comenta sobre os fóruns de participação (condicionada, acrescento eu)promovidos pela Câmara.

Faz-se passar a mensagem que os funcionários da Câmara são um bando de acólitos, sempre disponíveis a preencher essas sessões e instruídos a contrariar, condicionar, pressionar, insultar quem quer que se manifeste contra as posições da Câmara; e, por outro lado, aplaudir, elogiar, defender e validar a opinião "oficial".

Nada mais falso. Haverá, decerto, alguns, que assim o fazem. Mas quero deixar bem vincado que as generalizações, além de abusivas são injustas.

Li por aí, num comentário a um post anterior, alguém que defendia que os funcionários não deveriam participar nos tais fóruns. E porquê? Pergunto eu. Não serão também os funcionários, na sua esmagadora maioria, residentes e utilizadores de Almada? Não sofreremos também nós na pele, directamente, os efeitos negativos ou positivos do MST? Um funcionário, num mundo perfeito, deveria poder participar sustentando as suas opiniões favoráveis ou não em momentos como esses.

É claro que o mundo não é perfeito. E sou obrigado a reconhecer que há um fundo de verdade nesses comentários (embora continue a rejeitar as generalizações). É que eu, por exemplo, embora residente, nunca estive em qualquer desses fóruns. Por uma razão muito simples: não tenho nada a ganhar com isso. Se vou e não falo (ou falo ao encontro daa posições da CMA) sou imediatamente conotado como conivente. Se vou e falo contra as posições da CMA sujeito-me a represálias mais do que óbvias. Ou seja, a minha guerra é outra. E o palco dessa minha guerra não é aquele.

residente disse...

Para último anónimo...Concordo perfeitamente que é toda a cidade a perder.
Pois eles nem copiar sabem. Porque se o soubessem não faziam tantas asneiras.
Lembra-se daquele estudante cábula que foi para um exercício escrito de avaliação da Cadeira de Biologia e não sabendo nada de nada, questiona em segredo o colega do lado,o Carlão:
-Qual é a resposta para a pergunta 1?
-Diz-lhe o Carlão : "Nó Vital".
O cábula armado em espertalhão e para que o professor não topasse que ele tinha perguntado ao lado, escreve:
Resposta à pergunta 1 : "Quase Dez"!

residente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
residente disse...

Para "funcionário da câmara"...agradecemos a sua participação e intervenção, chamando a atenção para as generalizações.
Cremos que em nenhum "post" as fizemos.Quanto aos comentários são da responsabilidade de quem os emite.
Sabemos que há recrutamento a funcionários mas isso certamente é para aqueles que são simultâneamente funcionários do partido ou que por qualquer razão se sintam obrigados a estar, e mesmo aqui há quem não apareça.
Já vimos funcionários da CMA/partido fazerem intervenções querendo passar-se por cidadão comum, o que também está no seu direito, desde que se comporte como tal e não caia no ridiculo.
Sabemos discernir as situações e tanto é aasim que numa intervenção que fizemos em 14/9/05 em Assembleia Municipal dissemos: "Um agradecimento muito grande e especial, aos muitos e muitos almadenses, de todos os quadrantes políticos, que não tiveram medo de dar a cara por esta causa ou que, com receio das penalizações municipais, no anonimato, nos incentivaram a não baixar os braços...". Sabiamos a quem nos estavamos a dirigir.
Vamos continuar atentos aos comentários.
Renovamos os nossos agradecimentos pelo seu contributo.

residente disse...

Para "funcionário da câmara"....Há de facto neste blog um comentário que refere 70 a 80% de funcionários da Cãmara ou do partido , mas creio que essa percentagem é em relação ao nº total de presenças na sala e não à totalidade dos funcionários da CMA ou do partido.

Cumprimentos

Repórter disse...

O "residente" já disse o que eu ia a dizer. A existência desse comentário.

O "funcionário da câmara" expõe, de forma bem clara, a sua ideia e aponta o dedo no sentido de várias feridas.
Com o devido respeito, felicito o "funcionário da câmara" pela sua intervenção.

Democracia é isto. Falar sem medo, sem ofender terceiros, comentando, opinando.
Como desde cedo me habituei a ouvir: o respeitinho é muito bonito.

Carlos Romão disse...

Senhor Reporter
Porque razão não quer perder tempo comigo. Se calhar anda com alguma preocupação que lhe ponham o dedo na ferida...
Não tenha receio fale, mas com verdade e sem sectarismo de um doentio esquerdismo.
Volto dizer o povo de Almada Tem visto na CDU uma força de MUDANÇA e DE PROGRESSO e não um bloco de ideias ocas...
Seja sincero, fale verdade e não sirva clientelas...

residente disse...

Conversa fiada essa.
MUDANÇA?
Onde? Para onde? Em quê? Para Quê?
PROGRESSO?
O Que é isso?
É preciso qualificar, precisar, definir o que se entende por progresso.
Ideias não vejo. Ideologia vejo.
São coisas diferentes.
Demagogia também vejo e muita.
Culto da miséria e da pobreza também vejo.
Abertura a discutir livermente ideias não vejo, nem há.
Temos alguma experiência colhida naquilo que observamos nos chamados Fórum, onde há muito despotismo e arrogância municipal

Repórter disse...

Senhor Romão
Hoje e agora é a última vez que me dirijo a si. Numa próxima intervenção sua, não lhe respondo. Não por cobardia ou medo mas porque não quero, nem me sinto no direito de ocupar espaço de outros (neste caso do "proprietário" do Triângulo da Ramalha). Além de que pessoas como o Senhor Romão são abjectas. Ou, pelo menos, mostram sê-lo.
Quanto a dedos na ferida... só nas que eu tiver. E, neste momento, nem uma.
Não vale a pena pôr-se a adivinhar. Nem sequer sou quem você pensa.
Dito isto, peço desculpa ao "Triângulo da Ramalha" e aos restantes comentadores e leitores de um blog que se afirma pela positiva e não merece, de forma nenhuma, sujar o espaço com meninos assim...
Tenha um óptimo sonho.

Anónimo disse...

Parece-me que não é a atitude mais correcta, a de ignorar o sr Carlos Romão. A essência da Democracia são a multiplicidade de opiniões o que para o referido sr. Romão deve ser naturalmente uma coisa esquisita.
Aquele discurso só prova que os moradores têm toda a razão do seu lado.

Repórter disse...

"Anonymous"
Não ignoro seres humanos. Ignoro, sim, o que alguns desses seres humanos dizem e/ou escrevem.
Fiz-me entender?

Carlos Romão disse...

Sr Reporter
A sua falta de convivência democrática só prova que na sua capoeira, existem galinhas que não poem ovos galados, dai a sua argumentação ser imunda e própria de um ser repugnante, que merece o mais simples acto: Deitar
agua na sua prosa de maneira a não deixar marcas dos seus dotes de asno.O seu acto de querer igonrar é pura cobardia.Volto a dizer o povo de Almada Tem na CDU uma força de MUDANÇA e DE PROGRESSO.
Espero que fique esclarecido sobre a razão da minha intervenção neste blog que, em meu entender, perde qualidade com os seus comentários.
Enfim no meio tantos abjectos, o SR que pretende ser o dono da verdade. Salazar era assim.

Anónimo disse...

Salazar e não só. Infelizmente o século 20 produziu outros seres com aversão e ódio ao pluralismo e à democracia.
É só para não cair no esquecimento...

diálogo disse...

Um sr. parece ou quer dar a entender que perdeu o controle, ou quer enveredar por outra situação neste espaço com um determinado objectivo.É? será?
o melhor é parar.
Parece não saber o que é democracia e até usa um discurso cassete: " CDU uma força de mudança e progresso". Não sai daqui.
Quem se comporta assim, não será um dos defensores de uma verdade única também?
Não vale a pena o desespero e a perda do "tino", do senso dito comum.
Discuta~se e respeitem-se as ideias de cada um sem ofensas.
Não aos confrontos com ofensas pessoais.
Olhe-se para a àrvore que existe na floresta.

diálogo disse...

Afinal digam-me como está neste "post" do residente "de quem é e para quem é Almada?"
Vejo há quem ande de cabeça perdida pelos malefícios que está a causar a Almada.
Devia comportar-se bem e saber o que é democracia, respeito pelos outros e por Almada.

Carlos Romão disse...

Embora digam que é um discurso de cassete a verdade é que o povo de Almada, depois de 25 de Abril tem dado o seu veredicto à CDU.
Termino dizendo que respeitar a Democracia é acima de tudo respeitar a vontade do próprio povo. O povo almadense sabe o que quer quando coloca o seu voto democrático na urna, daí dar a sua confiança na CDU.

Anónimo disse...

É assim que se iniciam ditaduras.

Repórter disse...

Já disse aqui que não ignoro seres humanos mas sim o que alguns (Senhor Romão incluído) dizem/escrevem.
Destruír? Eu não, obrigado.
Mas há quem queira, à custa de pensamentos infelizes e só possíveis graças à patética exteriorização da incapacidade lógica.
Eu quero lá saber quem é o quê (partidariamente). Quero é respeitar para ser respeitado.
Percebeu Senhor Romão?
Tenha um bom fim de semana e agasalhe-se.