quinta-feira, março 15, 2007

Carta de 19JUL06 à Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicações da AR

Exibimos hoje a prova que a Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicações da Assembleia da República, sabia da existência do Despacho 06.07/05SET da Secretária de Estado dos Transportes (ponto 10 desta carta).
Esta carta foi enviada pelos moradores, para o Presidente da COPTC em 19JUL06 e recebida na AR em 21JUL06, onde se explana sequencialmente vários passos deste processo.
Face à conduta da CMA, pergunta-se à Srª Presidente da CMA e ao Sr. Presidente da Assembleia Municipal de Almada, quem é que são os "intelectualmente desonestos?
(Para ler ampliado, clique com o botão esquerdo do rato sobre o doc.)

6 comentários:

Jorge Santos - nº 8 - 2º Ft disse...

Parece que começamos a estar tramados. Mas alem do mais não seria mais que tempo deixar de chamar "metro" a esta coisa e passar a dar-lhe o seu verdadeiro nome ? ELÉCTRICO - meio de transporte que tem vindo a ser abandonado na mairia das cidades por ser um meio de transporte que só vem complicar o transito - ( vidé o caso de Lisboa ). Falando do caso particular de Almada - que no fundo só tem uma Avenida - esta aberração, que só vem complicar, servirá os interesses de quem ?

Repórter disse...

Metro é uma designação que não quer dizer transporte subterrâneo. Daí não vem mal ao mundo.
Em algumas cidades europeias, as que eu conheço, o metro - permita-me que chame assim - tem constituído um excelente meio de transporte.
Têm qualidade, são cómodos, circulam em vias largas, não apertam nada nem ninguém. Até os espeços verdes foram, e são, salvaguardados.
Em Almada, tudo indica que a coisa seja muito diferente, apesar d propaganda, aqui e acolá enganosa.
Ouvi hoje, mais uma novidade que me deixou de boca (ainda) mais aberta: a Rua D. João de Castro, paralela à Av. D. Nuno Álvares Pereira, vai passaar a ter dois sentidos... Nem mais!

Os responsáveis por esta obra deveriam ser derrubados.
Antes que saiam impunes de tudo o que fazem... em nome de Almada e dos almadenses.

EMALMADA disse...

Esta coisa que chamam metro ou MST, não é para servir a população.Se quem meteu este metro em Almada tivesse senso não falava como fala das suas virtudes porque na verdade,este metro em Almada não tem virtudes. Nada disto se vê nas cidades da Europa. Vê-se sim de facto algo que serve as pessoas e não descaracteriza as cidades. Este metro é e será a incompetência sobre carris de quem exigiu o traçado e inserção pelo único eixo de Almada.
A vida em Almada vai desaparecer lentamente e os responsáveis por isso vão abandonar a cidade antes, para o bem-bom, estarem longe e não serem responsabilizados pelas asneiras.
E dão vivas à democracia!

rouxinol disse...

Já repararam naquilo que a cãmara disse no boletim municipal e no seu comportamento após a decisão da secretária de Estado dos Transportes.(leia-se este documento).
Será que a cãmara é idónea?
Onde estamos e em que país ? Isto é Europa ou negociatas?

Anónimo disse...

Os autarcas de Almada deixaram cair a máscara. Perderam a vergonha.

Anónimo disse...

Depois de ler o post - Que negócio Este - vejo que tudo é muito pior do que pensava. Faço uma pergunta.Quando acaba a corrupção em Almada? porque só ela pode manter este estado de coisa podre.