domingo, junho 29, 2008

"Esquecer" o que disse. O que é isso?

Os erros cometidos na área da Ramalha, com as obras para aí meter o comboio designado MST por aqueles que à boa maneira ditatorial dizem fazer sempre o melhor, começam a surgir no dia a dia.

Hoje são já visíveis alguns. As improvisações foram muitas. O faz e desfaz já se tornou imagem de marca desta obra que a prática vem revelando ser um tanto feita ao sabor do improviso em muitos aspectos. A falta de respeito pela população e moradores já se tornou comum e faz parte da cultura de alguns autarcas e (i)responsáveis da obra, o que nada abona a favor de sua personalidade, carácter e formação cívica.

A despesa, certamente desmesurada com trabalhos executados um dia, que no dia seguinte vão ser desmanchados para dar lugar a algo diferente, deve atingir valores que o comum do cidadão não faz ideia, mas seria bom saber para que os gastos ficassem transparentes.

Há autarcas que não cumpriram com o que disseram à população almadense em actos públicos.

Os moradores da Ramalha porque tiveram uma participação activa na discussão do traçado do comboio na sua zona, sabem o que ouviram de autarcas ditos de Abril, de cravo ao peito, que não honraram a sua palavra, nem dignificam os cargos para os quais foram eleitos.

Nos três "links" seguintes o visitante deste blog pode ler o que cada um destes autarcas, da esquerda para a direita disse e não cumpriu na prática.

O Povo diz que quem assim procede está a mentir.

1. Presidente da Assembleia Municipal de Almada - José Manuel Maia Nunes de Almeida

http://triangulodaramalha.blogspot.com/2008/03/autarcas-obreiros-da-vitria-da-cma-i.html

2. Presidente da Câmara Municipal de Almada - Maria Emília Neto Sousa http://triangulodaramalha.blogspot.com/2008/03/autarcas-obreiros-da-vitria-da-cma-iii.html 3. Vereador - José M. Raposo Gonçalves

http://triangulodaramalha.blogspot.com/2008/03/autarcas-obreiros-da-vitria-da-cma-ii.html

7 comentários:

Anónimo disse...

Se são improvisações fazem-no mal.

O nº de vezes que já pertiram a calçada (recentemente construída) já se perdeu a conta...

morador jjl disse...

As grandes aberrações da obra do futuro são permanentes aqui ou acolá.
Hoje de manhã os peões não tinham qualquer segurança ao atravessar a av. do Bento Gonçalves devido aos trabalhos em curso.
Passadeiras para peões não havia. Estes tinham de se precaver para calcorrear faixas de rodagem por entre redes metálicas, sem qualquer protecção ou indicação que ali circulavam peões.
Bonito e sem graça.
Onde fica a fiscalização das obras da ti Emília super dotada?

MB disse...

A fiscalização estava no fresquinho escritório, com o ar condicionado ligado, que hoje está um calor que não se pode!

Com certeza que estavam com medo dos raios UV, que hoje estão bem fortes!

Anónimo disse...

É só buracos por todo o lado...

Mais depressa fazem os passeios do lado dos numeros pares da ex RLM, mais depressa começam a partir..

É para ajustar as caixas de entrada Água, Gaz, Semáforos, etc.

Falta acabar os lancis na zona de acesso ás garagens. Deixaram lá uns bicos que estamos sujeitos a rebentar com um pneu.

A ex RLM devia estar assinalada com um sinal de estrada sem saida ou só para moradores e viaturas afectas á obra.

Durante o Fim de semana nnnn viaturas entraram pela ex RLM para entrarem na Av. Bento Gonçalves...
É claro quando chegavam ao fundo da ex rua batiam com o nariz na porta, voltando para trás e provocando uma grande nuvem de poeira..

Continua a falta de respeito por quem ali reside e que leva com estas obras desnecessárias á mais de 6 meses.

Anónimo disse...

Nos passeios que foram calcetados na semana passada, hoje mais uma vez abriram valas. É que as caixas do gas, com aquelas tampinhas de plastico, levaram calçada por cima. Terá sido com a intenção de requalificar ainda melhor a RLM?

Anónimo disse...

Esta situação demonstra bem que, como diz o povo, as profissões de médico e de calceteiro são muito parecidas. Sabem porquê?
Porque, qualquer destes ilustres profissionais, quando "erra" tem a certeza que haverá sempre alguém que disfarça o erro cometido com umas pazadas de terra...
Na ex-rua Lopes de Mendonça, como em muitos outros locais, têm sido tapadas tampas de visita ou de acesso a muitas infra-estruturas instaladas no sub-solo...
Quem vier atrás que feche a porta...
O concessionário, com a conivência da Câmara, só tem um objectivo. Por o comboio regional Almada - Aeroporto de Rio Frio a funcionar, mesmo que, para o efeito, tenha de passar por cima dos pés dos moradores...
Perdidos por dez, perdidos por cem. Estes moradores não votos...

Anónimo disse...

Quando, num dos foruns ditos de participação do MST promovidos pela C.M.A., um dos moradores residente na Ramalha questionou a presidente da mesa (e da C.M.A) sobre a eventual possibilidade daqueles estarem a ser vítimas de um embuste, a resposta foi NÃO...
Mais foi afirmado pela presidente da mesa que o Estado ainda não tinha fixado o traçado no Triângulo da Ramalha e que a sua decisão (do ESTADO), seria respeitada...

Infelizmente as preocupaçãos então manifestadas pelos moradores vieram a confirmar-se, foram vítimas de um verdadeiro e enorme embuste...

Onde está a palavra dada?

Não estamos a viver numa sociedade com princípios, a palavra dada já não tem valor...