quarta-feira, junho 11, 2008

Compromissos? O Que é Isso?

Compromissos públicos, palavra de honra?
O que é isso para estes "legítimos" autarcas de Abril?
É IMPORTANTE NÃO DEIXAR ESQUECER:
Acta nº 3/VIII/2004 de 27/4/2004 da Assembleia Municipal (Extracto)
disse a Srª Presidente da CMA a fls 42 :
“ tem sido dito e é verdade que esta questão não está acabada, do nosso lado as insistência mantêm-se depois de ter havido da parte de quem de direito que foi a concessionária fazer o estudo com o envolvimento também do Encarregado de Missão, e da Equipa de Missão, para fazer o estudo relativamente a uma alternativa para o traçado da Ramalha, ele foi aqui apresentado e ficou o compromisso como o Sr. vereador (José Gonçalves) repetidamente tem referido de voltar à Ramalha....Temos repetidamente referido a necessidade de honrar compromissos, porque eles foram estabelecidos com a população e temos referido a quem tem poder de intervenção e de orientação e de decisão neste processo, a necessidade de evitar conflitos com a população."
1. No Boletim Municipal de Junho 2005 a Câmara/presidente da Câmara comunicava aos almadenses: “Podemos dar a notícia de que se vai finalmente realizar a reunião com a população sobre o chamado triângulo da Ramalha, com a apresentação das alternativas estudadas pela Equipa de Missão".
A partir daqui o problema será resolvido”.
2. No Boletim Municipal de Jul/Agosto 2005 voltava a comunicar aos almadenses: "Secretária de Estado vai decidir. O Estado através da Secretária de Estado dos Transportes tem agora as condições e elementos técnicos para tomar uma decisão".
Não imaginavam os almadenses que estavam a ouvir e ler, mentiras das grossas.

E depois o que aconteceu?

A presidente da CMA entendeu que não deveria aceitar a decisão do Governo, armou-se em dona de Almada e decidiu destruir mais duas ruas da cidade na Ramalha, para aí fazer passar um comboio armado em metro ligeiro de superfície, entregando o espaço público a uma empresa privada.

O resultado está à vista de todos:

- duas ruas destruídas, estando uma delas transformada em vale ferroviário

- na rua cidade de Ostrava o seu declive foi aumentado em dois metros !

- piores acessibilidades e mobilidade para os moradores locais

- dificuldades de acesso para viaturas de bombeiros e viaturas pesadas

- criação de passagens de nível sem guarda

- aumento de ruído e poluição localmente, com agravamento da qualidade de vida dos moradores

- toda a zona envolvente ficou com arruamentos desqualificados e atrofiados.

- nas ex-ruas José Justino Lopes e Lopes de Mendonça passam a haver carreirinhos para viaturas ligeiras e pesadas. É uma inovação da Câmara Municipal de Almada para o Mundo, fruto do seu avançado conceito de "futuro".

Tudo foi feito para entrega de Almada à Concessionária (MTS) a custo zero para a presidente da Câmara, mas com elevado sacrifício para a população.

Os ratos vão abandonar, mais cedo ou mais tarde para o bem-bom, a nau das tormentas em que Almada foi metida.

Tudo devido ao elevado discernimento da presidente da Câmara que antes disse ter a Secretária de Estado dos Transportes "todas as condições e elementos técnicos para tomar uma decisão" e depois... bem, depois, achou que afinal a Secretária de Estado já não tinha essas condições, porque só ela presidente da Câmara é que sabe...porque só ela é ditatorialmente dona de Almada.

5 comentários:

morador disse...

Uma sugestão para a CMA:
Uma vez que ficamos sem árvores na RLM, porque todas foram cortadas para dar lugar a vias ferreas e a um futuro empedrado, sugiro que sejam colocados uns cestinhos com flores, qual Tirol, presos nas catenárias.
Pode ser que asssim com a rua enfeitada o Sr. presidente da Junta não nos afronte com a oferta de flores para pôr à janela

Anónimo disse...

A Presidente da CMA e o Vereador Sr. José Gonçalves têm de ser responsabilizados por aquilo que assumiram e assinaram.

Está escrito nas actas como aqui foi demonstrado.

E têm que explicar à população o que é que os levou a mudar de posição sem darem explicações a ninguém..

Isto não é assim...Os moradores e os almadenses têm direito a saber o que é que se passou..

Que homens e mulheres são estes que hoje dizem uma coisa e amanhã fazem outra ????

Anónimo disse...

os autarcas do Pc de Almada não deixam o descrédito em mãos alheias.
Revelam arrogância e capitulação ao capital na defesa de monopólios e colheita de dividendos para consumo doméstico.

Anónimo disse...

Pois, caro anónimo de 11.Jun às 11:16.
Quem é que os vai responsabilizar? O governo, que é o dono da obra?
Ou os moradores que nunca acreditaram que o comboio iria passar por ali?

MB disse...

E que tal serem responsabilizados judicialmente pela incompetência demonstrada???

Só é pena que a Justiça neste país não funcione, mas a culpa disso é de todos os partidos que estão na Assembleia da Republica!

E como já se sabe que a D.Emilia é dum desses partidos, já se sabe o que é que vai acontecer... NADA.

e assim, temos os governantes a demonstrarem mais uma vez que estão acima da lei