terça-feira, março 04, 2008

Que "vitória" ?

Ex-Rua Lopes de Mendonça
Têm aparecido por estas bandas, “papagaios” a dizer que na questão do MST no Triângulo da Ramalha os moradores foram derrotados.
Derrotados? Onde, Quando, Em quê, Como, Porquê? O que é isso de os moradores terem sido derrotados?
Os moradores não travaram desde o início qualquer batalha com alguém. Os moradores limitaram-se a exercer seus direitos de cidadania e a defender seus interesses e qualidade de vida no local de residência. Os moradores nunca entraram em qualquer luta político-partidária.
Os moradores aperceberam-se da lástima do traçado e inserção local das linhas do MST, prejudicando sua mobilidade e acessibilidades, sua tranquilidade nas habitações, aumentando o ruído e poluição e, quanto aquele traçado prejudicava o trânsito local. Os moradores disponibilizaram-se a participar activamente no debate sobre o MST nos Forae ditos de Participação MST, mas encontraram pela frente a barreira inflexível e arrogante da Câmara de Almada e sua presidente, que não admitiam qualquer outra solução que não fosse a sua.
Mesmo contra esta irredutibilidade, os moradores deram a cara na defesa dos seus legítimos direitos, e qualidade de vida no local de residência, quer nos Forae, quer em reuniões da Assembleia Municipal e isto nunca foi bem recebido pelos "democratas" autarcas.
Apresentaram uma proposta alternativa ao traçado do MST no Triângulo da Ramalha, que mandada estudar pelo Governo, conforme compromisso aceite posteriormente pela Câmara Municipal de Almada e Assembleia Municipal, com outras soluções, incluindo a preferida pela presidente da Câmara, revelou ser a melhor, por ser mais económica, de menor impacte ambiental e menos prejudicial a moradores locais, como pode ser lido em posts anteriores deste blog. Mas, os moradores não suspeitavam com que estirpe de autarcas estavam a lidar, nem contavam com a falta de dignidade de outros.
Isto é tanto mais preocupante quanto no Boletim Municipal, a presidente da Câmara mandava publicar após a Apresentação Pública das várias soluções alternativas : “O Estado, através da Secretária de Estado dos Transportes, tem agora todas as condições técnicas para tomar uma decisão.”
Quando a decisão foi tomada e a escolha recaiu na solução dos moradores, a presidente da Câmara deixou cair a máscara que vinha usando. Rejeitou a decisão do Governo. Autarcas houve que a acompanharam neste renegar da decisão governamental. Revelaram desonestidade na relação com os almadenses, impondo ao Governo uma solução bem mais cara em prejuízo dos moradores e dos contribuintes. Porque se ajoelhou o Governo PS aos pés da CMA? Portanto, se alguém entende que houve uma “vitória”, nós concordamos com isso, mas nunca uma derrota dos moradores. Só que essa é uma “vitória” da mentira, da desonestidade e da falta de dignidade de alguns autarcas e, do jogo sujo de outros. É uma “vitória” que não honra nem dignifica quem pensa ter vencido alguma coisa ou alguém. É uma “vitória” que deixa fragilizado tal “vencedor” e quem tais actos pratica. “Vitórias” destas, mais dia menos dia são desmacaradas, humilhando quem pensa tê-las alcançado. Os moradores nunca foram derrotados.Nunca usaram as armas da mentira, da falsidade, da falta de dignidade e de traição a compromissos previamente assumidos, como o fizeram autarcas, apoiados por outras pessoas metidas nos meandros políticos ou não. Com dignidade e verticalidade, os moradores exerceram e honraram os seus compromissos de cidadãos e conseguiram que o traçado do MST na Ramalha fosse alterado parcialmente, não tendo sido na totalidade, porque falsos democratas, autarcas de Almada, são militantes da mentira, da vingança, do autoritarismo e do despotismo e, contaram com a colaboração velada de outras pessoas com eles coniventes, no jogo de desrespeitar compromissos assumidos publicamente com os almadenses.
Há infelizmente autarcas que não vêem diferença entre democracia e “self-service”.

14 comentários:

Anónimo disse...

Mais uma vez a depurpação da verdade com toda a ligeireza por parte destes brilhantes politicos cá da rua.
Nunca ninguem viu ninguem escrever que os moradores foram derrotados. Pelo contrário. Derrotados foram os que se quiseram aproveitar desta questão para fazer carreira politica.
Só que a carreira deles não passou da esquina da rua onde moram.
Nem na rua deles conseguem ser alguma coisa de jeito.
É natural que sejam uns frustrados e o revelem em todas as suas atitudes e iniciativas.

Anónimo disse...

Morador
Onde é que se pode consultar o projecto definitivo? Alguém já viu? Até agora penso que ninguem sabe, em concreto, como vai ficar a RLM.

Anónimo disse...

Eu nem acredito nisto.
Então há uns vizinhos que se batem desdes há não sei quantos anos contra a solução, outros que dizem que não se oponhem, outros que até acham bem.
E agora conclui-se que ninguem sabe do que se está a falar ?
Alguem pode esclarecer ?

a.antonino disse...

Esta tarde ocorreu um choque entre o MST e um automóvel aqui no Laranjeiro.
Estão a ver-se as boas condições de segurança.

Anónimo disse...

Esta tarde foi morto um segurança no Colombo.
Estão a ver-se as boas condições de segurança.

Anónimo disse...

Mas olhe que sendo o comboio, vulgo MST, o suprasumo da segurança, aqui e na Moita (sem ofensa), o acidente é que não se percebe.

Anónimo disse...

Eu pensava que o suprasumo da segurança eram os Concord.
Mas mesmo assim houve um que caíu.
Pois é o mundo seria tão bom se todos fossemos bonzinhos, não houvessem crimes, não houvessem acidentes e sobretudo se não houvesse MST.
Ai que bom seria

Anónimo disse...

O mundo seria ainda melhor se não houvesse gente estúpida.

Anónimo disse...

O eurico vem agora demarcar-se do PS e dizer mal do governo.
Pois foi o PS tirou-lhe o tapete.

Anónimo disse...

Para quando a sessão pública de explicação aos moradores da Ramalha prometida pelos IRRESPONSÁVEIS autarcas (representados ao seu mais alto "nível" pela sua presidente há alguns anos atrás?
Aqui está um verdadeiro exemplo de "verticalidade" e de honestidade política e intelectual...
Como pode avançar uma sociedade com pessoas como estas?

Foram estes os pincípos que estes ditos responsáveis aprenderam em suas casas (ensinados pelos pais), nas escolas ou nos partidos onde militam?
Almada e o País estão podres...
Assim não vamos lá...

Anónimo disse...

A propósito de linhas de caminhos de ferro na margem sul e da forma como estão ou foram estabelecidas, MST ou outras, já os contribuintes se perguntaram sobre quais as razões que:

a) Levaram os políticos a "recusar" que o MST fosse enterrado no coração da cidade de Almada (partindo-a ao meio);

b) Levaram os políticos a "aceitar" o túnel de Penalva, bem mais caro que uma simples trincheira (traçado a céu aberto).

Quais os verdadeiros interesses que estão ou estiveram na origem destas doutas imposições ou decisões?

Os pacatos cidadãos pagadores de impostos, os "Zé povinho" deste País, gostariam de saber porquê...

O que esteve em causa quando foram tomadas tais decisões?

A defesa dos direitos públicos ou a "defesa" dos direitos de alguns (poucos e poderosos) privados?

Anónimo disse...

Mas então quem está contra o triangulo da ramalha também não sabe qual é a solução ?
Então esses senhores andam há anos a discutir e não sabem, então eles insultam a Camara mais os responsaveis pelo projecto sem saberem qual é o projecto.
Esses senhores tem que ser desmarcarados. Qual o verdadeiro objectivo deles e quais as suas motivações ?

residente disse...

Ao anónimo questionante anterior:
Os moradores da Ramalha só respondem a provocações quando entendem.

NoExit disse...

Ao último anónimo: Se o Sr. conhece o projecto então faça a amabilidade de o dar a conhecer!!!
O Sr. deve ser o único a conhece-lo...é que parece que ninguém conhece o atentado que se vive nas ruas Lopes de Mendonça e José Justino Lopes.