sexta-feira, março 28, 2008

Documentos que denunciam os mentirosos ( I )

Um comentador deste blog disse que foram feitos muito estudos sobre alternativas ao traçado do MST na Ramalha.
Ora manda a verdade se diga, que a CMA até falou em 15, mas mentiu. Responsáveis da Concessionária (MTS) só conheciam 3 até 7 de Maio de 2004 e até 22 de Julho de 2005 só foram feitos 5 estudos.
Em Outubro de 2003 os moradores apresentaram à Câmara Municipal de Almada, Governo e Concessionária, uma proposta de Solução alternativa ao traçado do MST no Triângulo da Ramalha.
Em 11 de Dezembro de 2003, a Câmara Municipal de Almada, ignorando a proposta dos moradores, convocou-os para lhes apresentar na SRUP-Pragal, uma solução alternativa que colocava a linha 2 na Rua do Clube Recreativo da Ramalha e mantinha a linha 3 nas Ruas J. Justino Lopes e Lopes de Mendonça.
Por não ter sido considerada "nesse estudo" a proposta dos moradores, estes rejeitaram a solução apresentada, pedindo para que fosse ponderada a sua proposta, que colocava as linhas 2 e 3 na Rua de Alvalade, em comparação com as outras duas ( a inicial e a que lhes estava sendo apresentada).
A CMA, entretanto fazia publicar em Janeiro 2004 no seu pasquim, designado Boletim Municipal:
clique sobre os doc. para aumentar e ler
Entretanto, a CMA não satisfeita com o que escrevera no pasquim e numa tentativa de ludibriar mais os moradores da Ramalha e enganar também os almadenses, insere a mesma notícia no seu site em 21-01-2004 mas introduz no texto o seguinte. «a própria concessionária estudou 15 possiveis traçados, até chegar áquele que apresentou aos moradores», apesar de antes dizer "que não é fácil arranjar soluções", mas, mesmo assim com "boa vontade" ainda arranjou 15....
"Os 15 possíveis traçados" eram 15 mentiras da CMA, porque tal nunca foi referido durante a apresentação feita em 11 Dezembro 2003.

Essa mentira é desmascarada quando os administradores da Concessionária MTS falam a autarcas do PSD, em 6 de Maio de 2004, numa proposta C ( a solução dos moradores) como sendo a melhor. Nunca referiram quaisquer "15 possíveis traçados". Leia-se este excerto do que nos transmitiram os referidos autarcas e veja-se o reconhecimento negativo pela concessionária, deste projecto que a CMA escolheu para a cidade.

clique sobre o doc. para aumentar e ler

A Câmara Municipal de Almada começou a mentir muito cedo aos almadenses.
Nunca ninguém da Concessionária nos falou em 15 possiveis traçados para o local, mesmo quando questionado.
Onde seriam?
Só a Câmara Municipal de Almada e a sua presidente sabiam.
Baixa e traiçoeira imaginação revelam estes falsos democratas autarcas!

10 comentários:

Anónimo disse...

Estas revelações recuperadas em boa hora pelo administrador do blog no baú de informações do mau projecto MST de Almada, exibem verdades ingratas para aqueles que se julgam e dizem defensores do povo e da lisura na administração autárquica.
Hipócritas é o termo que lhes veste bem, à sua exacta dimensão mesquinha que cultivam com atitudes tacanhas e provincianas.

Anónimo disse...

Os documentos aqui divulgados, demonstram bem a fraca qualidade dos autarcas que temos.

Não têm, nem memória nem arquivo.

Se tivessem qualquer destes predicados não caíriam nas vergonhosas situações de mentira que os documentos "oficiais" aqui publicados bem demonstram.

Chega de tanta incompetência...

Anónimo disse...

Caro Autor deste blogg,

Começo por lhe pedir para que não me venha apelidar de controleiro, agitador ou lacaio de quem quer que seja como é seu habito relativamente a alguém que discorda dos seus procedimentos e atitudes e não se assume como "yes man".
Devo dizer-lhe que sou seguramente mais anti-CDU / PCP que voce e consequentemente não me revejo na orientação politica da actual gestão camarária que muito reprovo.

Venho a este Blogg só para lhe dizer que com opositores como o Sr. é muito natural que a Srª Maria Emilia se perpetue no poder.

O Sr tem revelado uma profunda insensibilidade politica e estratégica no tratamento desta questão do Metro.
Mesmo que tudo o que diz fosse verdade acerca dos maleficios do referido metro a sua abordagem é um tratado de disparates.
Há um interveniente neste blogg que lhe pergunta insistentemente quais as suas motivações.
É obvio que as dele parece evidente que são de defesa das cores do poder autarquico.
Quanto ás suas, para mim não restam dúvidas que são claramente politicas. Mas por favor assuma ou desminta.
Só uma pergunta quanto ao metro. Que pretende ? Que as linhas sejam agora retirads ? Acha possível ? Bom é obvio que quanto a isto tem de se resignar.
Lute pelo poder mas assuma o que o move.
E já agora use de um pouco mais de habilidade politica. Boa sorte.

Anónimo disse...

Penso que neste momento já é dificil quem fez a asneira voltar atrás, pela simples razão que são eles que têm o poder.
Agora quanto ao autor(es) do blog, continuarem a mostrar os erros cometidos, acho que devem continuar para que se perceba o grau de incompetência de quem decide.
Se o autor(es) do blog utilizaram a melhor estratégia no tratamento deste caso, talvez não, fazia-lhes falta a central de informação do partido da edilidade.

Anónimo disse...

Portaram-se mal...ficam novamente às escuras!!!

Anónimo disse...

O que faltou aos moradores foi efectivamente a "máquina do PCP" que funciona, tal como o comentador anterior afirmou, como uma autêntica central de informação do partido e da C.M.A...
É evidente que, se os moradores tivessem as ideias do partido, o triângulo APROVADO pelo Estado enquanto dono da obra tinha ido "avante", nem que fosse preciso recolher 4.000 assinaturas para o assunto ser discutido na Assembleia da República...

Assim não, o partido controlou tudo. Na Assembleia Municipal, na Assembleia da República, e nos demais orgãos do Estado que se deixaram manipular de uma forma verdadeiramente infantil, com especial destaque para a Secretária de Estado dos Transportes que, sem revogar um seu despacho que fixou o traçado (solução 5), permitiu que a obra esteja a ser executada de forma diferente...

Como alguém disse a propósito da Ota, também a C.M.A. manipulou a seu belo prazer e em proveito próprio, números, estudos, etc... de modo a levar por diante a sua proposta inicial da Linha Cacilhas Universidade...

No que concerne à Linha Corroios Pragal, certamente que o seu traçado, já construído pela rua de Alvalade, estaria contemplado numa das QUINZE soluções que foram estudadas...

Só não foi apresentado publicamente, mas isso é um pormenor de somenos importância. Em Almada, como em qualquer regime ditatorial, quem manda pode...

Só a teimosia, a cegueira, a raiva e o ódio com que foram olhados os moradores e a ignorância técnica da presidente da C.M.A e do seu séquito, podem justificar a solução criminosa que foi levada por diante.

Todos os políticos envolvidos foram vítimas de ataques de amnésia que os levaram a esquecerem-se dos compromissos que assumiram solene e publicamente de voltarem ao contacto com os moradores...

Como os recortes do "pasquim municipal" aqui publicados bem demonstram, verborreia literária é um predicado que não falta à "máquina da informação" autárquica... Por acaso pensam que os leitores do dito "pasquim municipal" não têm memória? Estão bem enganados...


NOTA:
A propósito de tudo controlarem, a Comissão Parlamentar de Obras Públicas da Assembleia da República, sempre integrou elementos que, de uma forma mais ou menos subtil e subversiva, sempre foram "controlando" a situação como mais convinha ao poder autárquico da C.M.A...

armando disse...

Os autarcas mentirosos e amigos ficam perturbados com revelação de verdades e exposição pública a que ficam sujeitos.

Anónimo disse...

Boa Armando ! Assim mesmo é que é falar. Quer dizer escrever. Nem mesmo o Eurico faria melhor.

Anónimo disse...

As oposições partidárias estão cheias de jaimes gamas em Almada, por isso o concelho tem défice democrático e é genuíno subúrbio negro de Lisboa

José Mendonça disse...

Esta foi mesmo oportuna, vem mesmo a calhar, anónimo anterior.
É bem verdade, Jaimes Gamas há muitos e em todos os partidos, incluindo o da Mª Emília que se diz democrático e defensor dos moradores e trabalhadores, e depois atraiçoa-os como se tem visto através do que têm feito com o MST.
É claro que isso depois lhe trás dividendos. Ela irá ter a comissão que os seus patrões do MST lhe irão pagar.
O final aproxima-se e nós estamos cá para vêr. Acreditem !...