terça-feira, fevereiro 26, 2008

A Bagunça do MST e o Desrespeito pelo Cidadão

Autarcas, Concessionária e fiscais de obra do MST revelam não ter respeito, nem consideração pelos munícipes, moradores e cidadãos na zona intervencionada para instalar o metro-brinquedo da presidente da Câmara Municipal de Almada nas ex-Ruas José Justino Lopes e Lopes de Mendonça.
Estas ex-Ruas encontram-se no estado de estaleiro desorganizado, com buracos e obstáculos à livre circulação de peões durante o dia.
À noite a situação não melhora face ao sistema de iluminação instalado para servir os automobilistas e cidadãos que por aqui circulam, assim como os moradores.
Eis os sistemas de iluminação pública nocturna em vigor na área:
Ex-Ruas José Justino Lopes e Lopes de Mendonça
Rua Cidade de Ostrava Praceta Cidade de Ostrava
Esta é a qualidade vida que a Câmara Municipal de Almada defende e pratica para os residentes da zona.
Revela isto que a CMA gosta mesmo de trabalhar no escuro?
Com esta iluminação encontra-se, provavelmente, na óptica da edilidade almadenses salvaguardada a segurança dos residentes e de seus bens durante a noite.
Alguém está a gozar com os cidadãos, o que é muito grave.

38 comentários:

Anónimo disse...

Eu não entendo uma coisa.
Os activistas anti metro apereceram aqui a dizer que afinal nem mudavam as redes de esgoto e que era a vingança etc etc etc.
Depois outros senhores apareceram a dizer que estava a ser mudado e que tinha de ser feito assim que era para que todos pudessem continuar a produzir e enviar dejetos ( não entendi se se referiam a dejectos orgânicos ou intelectuais já que nestas ruas há muito de ambos).
Afinal quem é que tem razão ?
Eu acho que se os senhores que sabem que o triangulo é mau dizem que os esgotos não podem ser assim, eu acredito. Até porque eles têm provas dadas que de "merda" sabem muito até porque não têm feito pouca. Eu acredito neles.

caparicano disse...

Oh anónimo
Frustração pura de personalidade, não entre nessa linguagem. Você está a revelar quem é, qual sua formação e educação e quanto vale...
Não desanime.Talvez ainda esteja a tempo para fazer uma saudável recuperação.

Zézito disse...

À noite há alguns cursos especiais para adultos.

residente disse...

Anónimo
O seu comentário é estéril. Nada de novo ou positivo diz. Você veio aqui intervir provavelmente no cumprimento de uma missão individual ou de grupo, para lançar confusão ou no papel de provocador que tão habilmente militantes/ simpatizantes do partido comunista ou apoiantes indefectíveis da Câmara de Almada e sua presidente fazem.
Já vimos actores iguais a actuar nos foruns na presença dos "directores teatrais e artisticos, mas vocês insistem porque quem os não conhece é capaz de pensar que sois independentes e bons samaritanos, com boas intenções.
Já que não são capazes de fazer a apreciação de todo este processo do triângulo da Ramalha e ver quão mentirosos e desonestos foram os autarcas almadenses neste processo, deixem de tentar provocar os moradores da Ramalha,e vir aqui para distrair os intervenientes enquanto decorrem as obras inúteis e muito mais caras, para impor as linhas do metro da presidente nas ex-ruas Lopes de Mendonça e José Justino Lopes.
As vossas provocações revelam mais de vós do que aquilo que vocês pensam. Tenham consciência do vosso vazio, quando assim actuam e do ridículo de vossas intervenções enquanto cegamente defendem as mentiras da Câmara de Almada, agora que apareceu num semanário uma notíca nada abonatória para a CMA sobre procedimentos menos correctos no urbanismo.

Manuel Joaquim disse...

Alguem que me esclareca por favor.
Afinal estão a ser mudados os tubos de saneamento ou não ?

pinto de sousa disse...

Constitui um acto de falta de respeito pelos habitantes dessas ruas e de irresponsabilidade de alguém deixá-los às escuras numa zona em obras onde as dificuldades de locomoção são uma realidade durante o dia.
Casos destes vêem-se em países de terceiro mundo ou em zonas rurais e subdesenvolvidas.
Aliás os moradores locais estão a ser muito mal tratados pelos autarcas.
Que tratamento especial esperavam os moradores de uma Câmara comunista onde o povo é sempre submetido à vontade de um comité?

Anónimo disse...

Um morador da Rua Lopes de Mendonça veio aqui dizer que os outros conduziram mal a luta, dando a entender que é por isso que está a levar com o MST em cima.
Disse que se queixou do estaleiro instalado na rua e que rápidamente devido a sua intervenção o assunto foi resolvido.
Terá este senhor feito agora diligências ou queixa junto de alguma entidade para iluminar as ruas locais que a concessionária e Cãmara de Almada deixaram às escuras a prejudicar os moradores?

Moradora disse...

Se não bastava já a falta de luz, agora todos os dias há cortes de água.

Hoje, 4ª feira, não houve hágia desde as 20h da noite até às tantas. Mesmo a boas horas...

residente disse...

De desgraça em desgraça a Câmara e a sua presidente estão a enterrar Almada.

residente disse...

caparicano e zézito
Na verdade nunca é tarde para se voltar à escola, não só para fazer revisão da matéria dada ou reciclagem e adquirir novos conhecimentos.
Há pessoas que não reconhecem isto e então deixam-se ser retransmissores.

residente disse...

manuel joaquim
À noite é impossivel ver qualquer coisa do que está a ser feito.
Retiraram aos moradores o direito à iluminação pública e o direito a caminharem e terem acessibilidades em segurança na zona, o que revela desrespeito pelas normas de segurança para uma obra destas e incumprimento do recomendado na Declaração de Imnpacte Ambiental.
Talvez a sra presidente da câmara saiba o que está a ser feito na zona e porquê, já que é ela a autora deste desperdício financeiro e da inutilidade do metro passar por aqui.

residente disse...

pinto de sousa
sabemos bem quem são estes autarcas e do que são capazes de fazer para levarem a deles por diante.
Sempre foram assim aqui ou em qualquer outro ponto do mundo.

residente disse...

Segundo anónimo
Sobre isso, nós nada sabemos.
Provavelmente como a iluminação pública é paga(com o dinheiro dos munícipes) pela cãmara, a presidente entenderá que a autarquia e o concelho são suas propriedades e vai daí decidiu poupar uns tostões, privando os "rebeldes" moradores de iluminação pública.

residente disse...

moradora
No entender dos democratas da Cãmara, seus apoiantes e outros (i)responsáveis do país, há sempre alguns cidadãos que têm de (devem) ser sacrificados para benefício de outros, que não são os almadenses,no caso, mas sim os contemplados com os 390 milhões.
Atiram-nos com a chaveta de utilidade pública para nos tentarem calar, só que essa tal utilidade é manobra de diversão por caminhos secundários direccionados muitas vezes para alguns bolsos sedentos de "uns cobres".
As faltas sucessivas de àgua revelam parte das asneiras na concepção deste projecto sem pés nem cabeça, deste metro saído de uma genial ideia da presidente da câmara, que era para ser feito em troços de 200m, tal como a srª exigiu, mas que agora até lhe dá muito jeito que assim não tenha sido.
Foi mais uma jogada da srª para parar as obras quando lhe convinha.

MB disse...

E é quase meia-noite e luz, nem vê-la... Água, idem, idem, aspas, aspas.

São as "obras" no seu melhor

Anónimo disse...

Má noite na Ex Rua Lopes de Mendonça,

Já não chegava a falta de iluminação pública, falta de condiçoes de segurança para se circular na rua e agora também a falta de água.

Por volta das 11H30 resolvi ir ao local da rotura junto as bombas da Repsol para me inteirar da situação.

Vi então 4 funcionários dos SMAS a tentar resolver o problema, penso que a partir das seis da tarde.

Pelo que percebi o atraso na resolução do problema devia-se á falta do material necessário para a reparação da rotura.

Falavam constantemente ao telemóvel com outras pessoas para tentarem arranjar o material.

É inaceitável que os SMAS ou A CMA, não tenha sempre material de reserva para reparar as roturas rápidamente.

Não fazem concerteza ideia das familias, que como eu têm crianças em casa e ficaram impossibilitados de utilizar um bem que é essencial para todos.

Tanta Publicidade dos SMAS e da CMA, são tão bons em tudo e depois no essencial é o que se vê....
De Certeza que na casa da D.Emilia e do Sr. Vereador Nuno Vitorino a água não faltou.

E já agora quem é que paga estes custos das roturas provocadas pelas obras do MST????

Os Municipes com os seus impostos.

Senhores autarcas, tenham mais respeito pelos Municipes.

Somos nós, que com os nossos impostos pagamos os Vossos ordenados e todas as benesses que os Senhores têm.....

Anónimo disse...

A previsivel derrota dos moradores do triângulo face à "sua" CMA, é mais do que provável.
Isto entronca num aspecto mais vasto que é a ausência de participação massiva dos cidadãos na discussão dos seus direitos.
Outro aspecto a considerar é o de não terem enveredado pelo insulto público, vulgo peixeirada, que é o que o partido da CMA normalmente utiliza noutras localidades e situações.
Sendo assim e considerando que os jornais e tv's só se interessam por "sangue", e dado que só isso dá audiências, daí a ausência de visibilidade nacional.
Por outro lado e não menos importante, os partidos da oposição, TODOS, da direita à esquerda, optaram pelo silêncio, mas um silêncio ensurdecedor, o que nos provoca espanto, quando olhamos para o panorama nacional, em que qualquer pretexto comezinho, por mais minimo que seja, é utilizado para vir para a tv, para a tal peixeirada.
Por fim penso que foi um erro de avaliação do partido da CMA e da sua capacidade de actuação. Todos nós sabemos a sua forma de actuar, vivendo essencialmente à custa da apatia dos cidadãos.

Cumprimentos.

Ponto Verde disse...

Como poderia ter sido tudo tão diferente. Não se aprendeu com o excelente exemplo do metro do Porto.

Moradora feliz disse...

Também me parece muito provável a previsível derrota dos activistas que se empenharam nesta causa da forma que sabiam e que se revelou desastrosa.
Quanto aos moradores acabam por ser os grandes beneficiados no fim deste conturbado processo depois da requalificação urbana das suas ruas e de até acabam por ter tubos de saneamento novos como era pretendido por alguns deles.

Sem dúvida um "happy end".

Anónimo disse...

Eu gosto de ter o MST á porta.
Mas o que me agrada mais é ter esgotos novinhos em folha.
Qualquer Almadense gostaria de ter esgotos novos. Esse previlégio é nosso.

alvaro correia disse...

Os dois últimos intervenientes são brincalhões deslocados para o assunto e ainda não viram que o carnaval da Maria Emília já acabou.
Descobriram activistas e derrotas?
Não conseguem desvincularem-se da terminologia partidária, que os denuncia, para sua infelicidade.

Anónimo disse...

Você nem sabe tirar fotos quanto mais falar ahahahah..
Não lhe explicaram ainda que para tirar fotos é preciso edstapat a lente??
Parabéns pelo blog mais surrealista que já vi :)
Excelente para rir sem dúvida :) Continue :)

Anónimo disse...

O que se aproveita de tudo isto ainda é alguma inspiração de alguns intervenienetes que acabam sem dúvida por produzir algumas belas peças escritas ao melhor estilo de Almada Negreiros.
Isto também é cultura, também é disto que se faz a qualidade de vida, cultura é alimento para a mente, mas obviamente pressupõe alguma capacidade.
Já alguem disse que fazer e entender humor são actos inteligentes.
Ao fim e ao cabo ter esgotos novos é importante. Mas a vida não é só feita desses luxos materiais.
Procurem ser felizes e disfrutar a vida.

Anónimo disse...

Eu divirto-me com o que se vai lendo por aí.
Só o tom paternalista de algumas intervenções contendo expressões como "não entre por aí" " modere a linguagem" " incapaz de entender" "deviam ir á escola" " denunciam quem são" incomoda e revela no fundo um complexo de superioridade intelectual tão caracteristica da esquerda mais tradicional de que afinal revelam ter os mesmos tiques. PS e PCP como já alguém disse são tudo farinha do mesmo saco.

Anónimo disse...

Tem razão caro bloggista o tom desse senhor é simplesmente repugnante.
Quis ter protagonismo político e fez o que sabemos com prejuizo de todos. Vem agora escrever que optou por uma estratégia moderada quando todos sabemos a falta de elevação que colocou nesta questão e agora assume este tom de conselheiro amigo. Ele que vá mas é para bem longe de nós. Não lhe será dificil escolher um local onde não passe o metro para viver tranquilo.

Anónimo disse...

Esse senhor a que se refere o último anónimo até tem palavreado moralista e arrogante a lembrar o melhor de Salazar e Cunhal respectivamente, salvo o devido respeito pelas inteligências destes.

MARIA disse...

Aplaudo estes ULTIMOS COMENTADORES incapacitados doutores moralistas tão embrenhados estão nas suas funçoes reveladoras de uma extrema preocupação.
ASSIM SE VÃO DIVERTINDO E DIVERTINDO-NOS.
lOUVO A SUA SAGAZ INTELIGÊNCIA E PERSPICÁCIA POLÍTICO-MORALISTA, MAS TENHO DE RECONHECER QUE PROCURAM DESVIAR A ATENÇÃO DOS INTERVENIENTES PARA OS PROBLEMAS CRIADOS PELO MST EM ALMADA,QUE ESTE BLOG TEM REVELADO, PORQUE NEM SEQUER A ISSO SE REFEREM.
São "His master voice".

Anónimo disse...

Compreenda Maria que nem todos os moradores estão contra o metro nas suas ruas, por muito que isso lhe custe a si.
Mais, esses não estão necessáriamente ao serviço de nada nem ninguem como parece ser o seu caso.
Por muito que lhe custe esta não é uma causa absoluta entre o bem e o mal.
Entenda que nem todos pensam como voce ou .... pela sua cabeça.
Avalie a sua postura intelectual se tiver oportunidade de o fazer friamente.
Talvez consiga vislumbrar alguma semelhança com a arrogância dos que estão no poder e também se julgam donos da verdade absoluta.
Pense nisto por favor .....

Anónimo disse...

É verdade, eu não estou contra o metro nas nossas ruas, não sou comuna nem gosto deles e também não gosto dos ditos "activistas cá da rua" e suas atitudes.
Pode não fazer sentido. Mas apenas para quem tem a mente condicionada por uns ou por outros, ou então limitada por natureza.

gabriel oliveira disse...

Não sou morador das ruas Lopes de Mendonça ou Justino Lopes, nem sequer da Ramalha.
Tenho acompanhado com atenção este blog e as diligências efectuadas pelos moradores locais na defesa dos seu interesses.
Assisti a alguns foruns sobre o MST e digo que aquilo não esclarecia nada. A presidente da Cãmara e outros iam ali só queimar tempo e muitas vezes insultar os almadenses.
Nunca vi neste blog nem nos foruns moradores daquelas ruas defenderem a passagem do metro pelo local.
Porque não o fizeram nos foruns ou não debateram o assunto com os restantes moradores?
Aí mostravam quem eram,defendiam os seus pontos de vista, participavem no debate, davam a cara e teriam dignidade, como aqueles que deram a cara.
Por isso parece grande coincidência aparecer ou aparecerem agora ditos moradores, ainda por cima anónimos a defenderem o MST nas ruas lopes de Mendonça e José Justino Lopes ou ex-ruas como diz e bem o "residente".
É demasiado fumo atirado para lançar confusão numa altura em que se está a ver no terreno o absurdo de colocar as limhas nessas ruas quando a solução Rua de Alvalade era muito viável e muito mais económica para os portugueses.
Verifico ainda que há muita cobardia ou quem goste de brinacr com coisas sérias só para defender teimosamente erros muito caros.

Aparecerem agora não é correcto e por mais argumentos que apresentem cheira a falsidade e a intromissão estranha.
Felicito os moradores que pugnaram pelos seus direitos na convicção que não são estas vozes fora de tempo e mascaradas que tiram brilho ao honroso trabalho que realizaram os moradores locais.

Anónimo disse...

Caro Gabriel Oliveira, lamento mas suponho que ao escrever o que escreve se refere ás ultimas intervenções neste blog. Se assim é lamento ter de lhe dizer que está a cometer uma grave deturpação de interpretação sobre o que foi escrito. Eu não consigo ver escrito que alguem defenda a passagem do metro pelo local. Seria bom que houvesse mais rigor. O que eu vejo é alguem dizer que não está contra, o que é bem diferente..

Devia ter intervido ? Tenha juizo.
Voce está a favor do orçamento de estado para 2008 ? Sim ? O que fez para o defender ? Não? Então o que fez para se opor a ele ? Ou será que o OGE não é suficientemente importante para a vida dos cidadãos.
Tenha juizo e não diga disparates.
Não lhe nego o direito a intervir como interveio o que até é louvavel se acreditava no que defendia.
Agora não se julgue com mais autoridade moral ou civica só porque interveio, enquanto outros com a mesma legitimidade deixaram funcionar o sistema de representatividade instituido na nossa democracia.
Como é possivel que em mais de 30 anos de democracia ainda exista gente tão ignorante acerca do funcionamento da mesma e acerca dos direitos e deveres dos cidadaõs.
Por favor nunca voltem a escrever estes disparates. Este blog pode também e deve ser para informar e esclarecer.
Imaginem que eu até defendia a passagem do metro pelas ruas em causa. É ilegitimo dize-lo porque não fui defender a CMA nos debates públicos. Sou menos cidadão por isso e tenho de vos ouvir a mandar calar-me ? Meus senhores se têm cabeça usem-na por favor.

anónimo diferente disse...

Grande confusão do anónimo que responde a Gabriel Oliveira.
A quem se refere ele?
Não entendo e opto por nada mais dizer. Não distingo alhos de cebolas.

Anónimo disse...

Caro último anónimo.
Isto não era nada consigo.
Se reparar fazia-se um apelo a quem tivesse cabeça para a usar. Pelo que escreve não me parece que isto lhe seja dirigido.

Anónimo disse...

O que eu entendi é bem claro para mim e resume-se no seguinte:
Uma opinião mesmo que seja a de aprovação e defesa de que o MST tenha o traçado definido pela CMA não deixa de ser legitima pelo facto de o seu autor não ter andado nos foruns a defender a CMA. O exercicio da cidadania não passa por aí.
Também não é por defender o traçado actual que se deva ser conotado com a CMA e as cores politicas da mesma.

a. antonino disse...

Oportunistas de ocasião, tal qual a cortiça que anda na crista da onda.
Estão bem na vida sem intervenções, sem opiniões até ver como as modas param e com o diabo, "os cortiças".

Anónimo disse...

Pois é a realidade é mesmo essa só que alguns veêm mais cedo que outros. Mesmo muito mais cedo que outros em que vão parar as modas.
Como devemos chamar aos que só veêm perto ... muito perto mesmo. Talvez que sofram de miupia politica.
Pobres coitados dos euricos e companhia.

a.antonino disse...

anónimo
você está enganado. Quando me referi aos oportunistas de ocasião são aqueles que só agora aparecem a opinar.
Tenham lá paciência e reduzam-se à vossa dimensãozinha.
Os comunas e compinchas da dona Emília revelam que estão assanhados e não tão satisfeitos quanto parecem com o MST nas ruas da ramalha.

Anónimo disse...

ó eurico (s)
( eurico é uma forma carinhosa de me referir aos intelectuais, politiqueiros e falhados que se julgam os maiores da rua deles )

Oportunistas são aqueles que acharam que podiam servir-se do eléctrico da Maria Emilia para fazer carreira politica.
Só que não passaram da esquina da rua onde moram.

Perfil intelectual de comunas revelam voces ter, só que os comunas não vos aceitam pois estão instalados e voces querem instalar-se.