domingo, abril 15, 2007

O "Bom" Trabalho da COPTC

(clique nas imagens para aumentar e ler)
Apresentamos hoje mais três documentos relacionados com a Petição dos moradores da R. Lopes de Mendonça à Assembleia da República: (O nº de assinaturas indicada é 64 e não 413) O primeiro é um Quadro sinóptico relativo à Petição, extraído do site da AR na data referida. Note-se que o Deputado Relator da Comissão para a Petição, Bruno Dias (PCP), foi substituído, na actual Legislatura, por outro Deputado também do PCP Domingos Lopes. O PCP como todos sabem é o Partido que domina a CMA por maioria absoluta. Face “a algumas imprecisões, omissões e inverdades" do relatório, conforme foi reconhecido pelo Partido Socialista na Comissão, perguntamos : -quantos Deputados conhecem o local do Triângulo da Ramalha e se aperceberam dos problemas dos residentes? - quantos Deputados da Comissão leram o relatório? - quantos questionaram o conteúdo do mesmo? - porque razão sendo do conhecimento do Sr. Presidente da Comissão a existência do Despacho da Secretária de Estado dos Transportes, se alguma vez questionou o Governo por o omitir à Comissão? No segundo Quadro temos dois documentos, que são dois pedidos feitos ao Governo pela Comissão. - o primeiro documento DSC 1446 25NOV2005 dirigido ao Ministro dos Assuntos Parlamentares, para diligenciar junto do Ministro das Obras Públicas Transportes e Comunicações. Pelo que se conclui, o Governo não respondeu a este pedido. - no segundo documento 193/COPTC 13OUT2006 é renovado o pedido e é feita alusão ao crime de desobediência previsto na Lei 43/90. O Governo respondendo a este só em 19JAN2006, não cumpriu a Lei 43/90. Não respondendo ao primeiro o Governo não havia cumprido a Lei e o Sr. Presidente da Comissão, aguardou pacientemente a resposta, assim como no segundo. Os Deputados da Comissão sabiam da existência do Despacho, mas aceitaram a resposta do Governo. O Sr. Presidente da Comissão sabia da existência do Despacho, mas aceitou a resposta do Governo bem como o teor do Relatório. Perguntamos: Onde está a qualidade do trabalho da Comissão de Obras Públicas, Transporte e Comunicações da AR.? O que são cidadãos para a Comissão? O que são direitos dos cidadãos para a Comissão? Será que para a Comissão os moradores não têm direito à qualidade de vida no local de residência? Conhecendo a Comissão a existência do Despacho da Secretária de Estado dos Transportes, em que posição se colocou a Comissão ao aceitar que o Governo escondesse o mesmo. AFINAL OS DEPUTADOS SÃO ELEITOS PARA REPRESENTAR AS POPULAÇÕES E DEFENDEREM OS INTERESSES DESTAS OU PARA ACATAREM AS OMISSÔES ESCANDALOSAS DE INFORMAÇÃO DOS GOVERNOS E OBEDECEREM A ESTES?

7 comentários:

Repórter disse...

A sensação que me resta, a cada "avanço" desta obra, é de desnorte, por um lado, e prepotência, por outro.
Alguém andará a dizer "quem manda sou eu" ou "quem não está bem que se mude".

A pergunta, esta, é irresistível? Tanta teimosia e cegueira porquê e para quê?

Anónimo disse...

Temos seres pensantes eleitos deputados ou cordeirinhos medrosos e obedientes ?
Não têm vergonha de não terem personalidade?

antónio disse...

O comportamento dos deputados deixam-nos a pensar porque os elegemos.
Tratam da vida deles quando deveriam tratar do país e dos seus problemas.Precisa-se de mais moradores de ruas Lopes de Mendonça.

NoExit disse...

Já alguém conseguiu "perceber" que obras estão a ser executadas nas proximidades da Rua Lopes de Mendonça (junto à Rua de Alvalade)?
Estas obras seguem o projecto inicial do MST ou estão a ser levadas em função do pretendido pela CMA?

Anónimo disse...

se calhar a CMA saberá informar.

Anónimo disse...

Fala-se em avanço da obra mas ninguém sabe para onde avança!

Antes de criticar deviam tentar perceber o que está a ser projectado/construído.

residente disse...

As criticas aqui têm fundamento. Basta ler a documentação divulgada no blog.