quarta-feira, abril 25, 2007

Estudo das Alternativas ao Triângulo da Ramalha II

- METRO SUL DO TEJO (MST) -
Avaliação dos Critérios Ambientais, Ruído, Património, Componente Social e Paisagem (continuação de I) SUMÁRIO deste “post”: 3.1.2 Critérios 3.1.3 Valoração de Critérios Critério 1 Critério 2 Critério 3 3.1.4 Comparação Entre Soluções 3.2. Património 3.2.1. Valoração de Critérios 3.2.2. Comparação Entre Soluções
(clique nos doc. para aumentar e ler)
Pág. 7 ; 8
Pág. 9 ; 10 Pág. 11 ; 12 Recordamos que este Estudo das Soluções Alternativas foi Apresentado Publicamente em 16JUN2005 à população, no Pragal, Almada.

8 comentários:

Repórter disse...

Dois anos depois, alguém se esqueceu de qualquer coisa.
E alguém continua a demonstrar prepotência, apesar de tudo indicar que não tem razão.

Anónimo disse...

Dignos residentes, vosso ânimo e determinação contrasta com a sonolência de muitas pessoas que vivem à sombra da cdu e dos partidos da oposição em permenente amantização com o poder instituído e com as esmolas que o pcp lhes dá nas autarquias. Não têm vergonha do que fazem e daquilo que deveriam fazer e recusam-se a fazê-lo, para não perderem as benevolências.
Optam pelo carreirismo político, abdicam de serem seres pensantes com personalidade e com ideais para defender.
Ludibriam a população.Conluem-se com quem está dar mesmo que isso vá contra as suas promessa.
Vendem a alma ao diabo
Amigos continuem a denunciar a mentira e os negócios e negociatas da cma conluída com alguns político oportunistas.
Parabéns pelo vosso trabalho. Só assim podemos descobrir a careca a esses oportunistas.

anonimo 2 disse...

Agradecemos aos moradores da Ramalha este trabalho em benefício do exercício da cidadania. Só assim sendo activos e participando oa denunciar as mentiras de quem diz trabalhar para todos, seremos úteis á sociedade e revelamos os mentirosos.

Repórter disse...

Dia 30, inauguração do primeiro troço do MST, com a presença do senhor ministro das obras por fazer.
Apupos saem à rua. Veremos com que cara alguns agentes da veterana teimosia se apresentam a público, numa circunstância destas.

Garanto-vos que vou estar presente. Provavelmente perto da Cova da Piedade. Onde não faltarão sorrisos flutuantes.
Palmas? Concerteza? Apupos meus? Não que a garganta está cansada e tem que ser poupada para outras zonas...

Tenho curiosidade em ver como decorre este acto aparentemente festivo.

Ah! Consta-me que vai haver body guards. A ver vamos.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Sobre a inauguração do 1º troço do MST, também quero dizer qualquer coisa:
Sou das que acredito que o MST tem bastantes virtualidades por obrigar a uma requalificação da cidade de Almada que, de outro modo (e tendo em conta a forretice da Câmara) não se faria nunca!
Também acredito que para alguns cidadãos pode trazer vantagens, porque permite uma deslocação rápida entre algumas zonas da cidade...
Mas, por outro lado considero que este traçado é uma aberração.
Deve ter sido desenhado numa noite de insónias causadas sabe-se lá porquê (talvez a oposição lhe tenha causado alguma má digestão!!!!), e então em vez de sair um percurso harmonioso e capaz de servir os interesses da população em geral, serviu para irritar a população em particular.
Vejamos: porque não passa no Hospital? Porque não passa no AlmadaForum? Porque vai encantinhar-se nas Avenidas pouco largas e ainda por cima deslizando num pedestal de 25 ou 30 centímetrosde altura? Ainda se deslizasse ao nível das ruas para que o restante trânsito pudesse usar o mesmo espaço de circulação!....enfim escolhas infelizes e ainda por cima promtem um traçado em Julho de 2005 e agora para que a Presidente da Câmara não sai a perder naquele braço de ferro com os moradores da Ramalha, mudam o traçado e não respeitam os compromissos assumidos...
Não é bonito, não é mesmo nada bonito... Se vai haver apupos na inauguração, eu não sei, mas espero estar lá para ver.

Anónimo disse...

O problema não será só seguramente, no Triângulo da Ramalha, mas sim em toda a cidade. Por vezes o desejo de "modernices" e cópias cegas do que outros fazem,faz nascer estas "coisas". A configuração da cidade, como já vi escrito e concordo, não tem caracteristicas para implementar um comboio/MST ao longo das suas principais ( e únicas avenidas).
A não ser que o objectivo seja transformar a cidade num "Mar de Aral"...como outros já fizeram ao referido Mar....

Anónimo disse...

Maria Emilia e cdu "out" de Almada.
Já cheira demasiado mal aos almadenses livres.

escuta on line disse...

Os meus parabéns aos comentários deixados aqui.

A Maria Emília não faz a guerra sozinha. Tem demasiados apoios. Importantes apoios. Tem as costas quentes, como se costuma dizer.
Mas (há sempre um mas), a senhora é demasiado teimosa e orgulhosa para dar o braço a torcer.

Cheira-me a contrapartidas pessoais.
Que tal a presidência do Conselho de Administração?
Uma mão lava a outra.
Podemos ficar descansados que Maria Emília sairá de Almada. Mas só depois de muita asneira feita. E após ter conseguido o que queria que em nada tem a ver com os desejos da maioria da população.

Até segunda feira. Lá estaremos.