segunda-feira, abril 09, 2007

"COZINHADO": Imprecisões e Algumas Mentiras (2)

Estamos mesmo perante procedimentos que levantam muitas dúvidas e nos levam a pensar no elaborado "COZINHADO" que temos pela frente neste "negócio", designado MST, relativamente ao seu traçado no Triângulo da Ramalha e que prejudica os moradores da R. Lopes de Mendonça.
Vejamos isto, que é muito importante:
1- A Informação nº 34/2005/CC que serviu de apoio à decisão da Secretária de Estado dos Transportes é fundamentada no Estudo mandado fazer pelo Estado sobre as 5 Soluções alternativas ao traçado no local, apresentadas publicamente, está assinada em 07/07/05 pelo Assessor Carlos Ribeiro.
2-A Informação anexa ao Ofício 19 JAN 2007 - 000743 Proc 3.7/2007 do Gabinete do Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, enviada à Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicações da Assembleia da República, não está assinada por ninguém, como se vê no documento (ver post anterior).
Quem é o responsável por ela?
Será esta, a "correcta" actuação dos governantes?
Houve consciência e responsabilidade no que foi escrito nesta informação?
Com que intenções procedem assim?
A pressa de arranjar uma justificação para o injustificável será a mãe da irresponsabilidade e da insensatez?
Por favor não brinquem com os residentes, com os cidadãos, com pessoas!
HAJA DIGNIDADE !

4 comentários:

Papoila disse...

Relativamente às obras actualmente a decorrer na zona da Ramalha, alguém tem conhecimento se existe alguma informação disponibilizada pela CMA ou MST sobre o trajecto?

Neste momento é possível ver várias movimentações de terras, no entanto, não se conhece o qual o projecto que está a ser seguido.

Anónimo disse...

CMA/Equipa de Missão e MST no caso das obras da Ramalha trabalham na clandestinidade, estão a laborar no efeito surpresa tal como na selva os reis da selva se aproximam sorrateiramente das inocentes presas.
Para eles Almada é um terreno para safari e os almadenses espécies frágeis a serem abocanhadas pela calada.

Anónimo disse...

Quando governantes e autarcas sem escrupulos colocam seus interesses acima do interesse da população reunem-se na cozinha.

alentejano disse...

Não terem argumentos consistententes e o desepero de algumas pessoas face à justa razão de outros leva-os a cometerem erros e ilegalidades.Alguma vez se viu uma coisa destas, um parecer sem ser assinado!Deixam cair a máscara facilmente ao virar a esquina. Não se respeitam nem sabem respeitar.