quinta-feira, maio 24, 2007

Imagens Que Comprometem e Vinculam a CMA

VEJAM O VIDEO.
A Câmara Municipal de Almada quer esquecer o que disse!
Os moradores da Ramalha iniciaram há 4 anos uma luta em defesa dos seus legítimos direitos à qualidade de vida no local de residência, recorrendo a diversas entidades, em consequência da inconcebível inserção das linhas do MST no Triângulo da Ramalha que a Presidente da Câmara de Almada lhes pretendia e continua a pretender impor.
A CMA e a Presidente fechadas no seu autismo, exibindo arrogância e prepotência, nunca quiseram dialogar com os moradores .
Exibimos hoje mais um documento elucidativo desta batalhaonde se pode ver e ouvir o que a CMA dizia então:Que ao Governo competia a decisão da alteração do traçado no Triângulo da Ramalha.
Os visitantes deste blog poderão agora confrontar essas declarações com factos posteriores e com o comportamento e atitude da CMA e da sua Presidente face à decisão/ Despacho da Secretária de Estado dos Transportes.
Este video da RTP é de 9 de Março de 2004.
Reproduzimos mais uma vez abaixo uma imagem da R. Lopes de Mendonça e outra, uma montagem, como a CMA nos quer deixar a Rua e quanto nos pretende prejudicar.
(clique nas imagens para aumentar)
A Cor preta serão faixas de rodagem para viaturas, as quais passarão a circular muito mais próximo das habitações, aumentando ruído e poluição. A Cor vermelha corresponde ao Espaço Canal de circulação do MST (via dupla) constituindo uma barreira entre os 2 lados da rua. A Cor azul corresponderá a passeio. Nesta rua estacionam diariamente uma média de 80 viaturas e pretendem reduzir esse estacionamento a 8 lugares.

2 comentários:

moisés disse...

Se já em 2004 a situação era clara (as imagens não enganam), agora se perceberá melhor a razão pela qual as obras estão em banho maria nesse local.
Confirmo, com a minha opinião, o que disse uma entrevistada. Não se trata de estar contra o metro mas sim contra o traçado do mesmo.
E contra a teimosia e a prepotência.
Por tudo o que se disse, diz, viu e vê, é caso para dizer que a vitória do bom senso prevalecerá.
Custe o que custar.

Anónimo disse...

Perante este relato, do qual já não me recordava, é caso para dizer que o "Gato Fedorento" e os seus "Tesourinhos deprimentes" têm muita matéria nesta reportagem.
Valha-nos Deus, que com os homens é o que vê.