quinta-feira, novembro 08, 2007

Haverá Algum Mistério "desconhecido"?

É do conhecimento público que o traçado do MST no Triângulo da Ramalha foi alterado pela Secretária de Estado dos Transportes através do seu Despacho 06.07/05SET de 22JUL2005, mas o que está a ser implantado no terreno não respeita esse Despacho.
A Equipa de Missão por força desse Despacho recebeu instruções precisas da Secretária de Estado dos Transportes, para comunicar o mesmo à Câmara Municipal de Almada, e avançar com a solução escolhida, cuja presidente dizia que só o Governo poderia alterar o traçado.
Conforme o documento abaixo a Concessionária, através de seu porta-voz Paulo Noguês confirmou em 23.09.2005 a "regiaodesetubalonline" e "Rede SEMMAIS" a aprovação do novo traçado pelo Governo, que "já o fez chegar à Concessionária", disse.
Por que razão não foi cumprido esse Despacho?
Por que razão a "democrata" Maria Emília de Sousa não aceitou a decisão da Secretária de Estado dos Transportes, em função daquilo que exigiu ao Governo?
Que interesses particulares ou pessoais houve para não respeitar uma decisão tomada democraticamente pelo Governo?
Por que não fez o Governo cumprir o seu Despacho?
Que contra-partidas houve e quem ganhou com e o quê?
clique sobre o doc. para aumentar e ler
Não foram os moradores, não foram os almadenses, nem foram os contribuintes que vão pagar muito mais pelo trabalho que está a ser feito, pois a solução aprovada pela SET, permitia poupar 1.200.000 Euros e a obra ter-se-ía reiniciado mais cedo!
Com o negócio de não respeitar a decisão do Governo, a obra ficou muito mais cara, não só por isso, mas também pelo maior atraso para satisfazer os caprichos e as "democráticas birrinhas" da senhora presidente da Câmara Municipal de Almada.
Quem são os prejudicados? Os moradores da Ramalha e os almadenses Quem paga a desnecessária e agravada factura? OS CONTRIBUINTES!

8 comentários:

Anónimo disse...

Mistério? mas qual mistério?
É capaz de haver aqui uma enormíssima falta de dignidade de algumas pessoas e uma grande e rentável jogada/negociata, para quem é outra questão.

Anónimo disse...

A verdade está guardada a sete chaves. Ninguém consegue arrancar nada. Será que só depois do acto consumado se virá a saber o que se passsou?

Vamos querer saber mais e no final da representação queremos ver o rosto dos actores que serão aplaudidos por uns e vaiados por outros mas que queremos reconhecer.

Anónimo disse...

http://dn.sapo.pt/2007/11/01/cidades/metro_ficou_aquem_potencialidades.html

http://www.setubalnarede.pt/content/index.php?action=articlesDetailFo&rec=5853

Anónimo disse...

http://paraferroviario.7.forumer.com/a/metro-sul-do-tejo-notcias_post76.html

Anónimo disse...

Escreveu o jornal "Setúbal na Rede" a propósito do MST:

"...Infelizmente, a presidente da Câmara de Almada recusou-se mais uma vez a aceder a um pedido de entrevista ao "Setúbal na Rede", o que enfraquece claramente este trabalho a que nos propomos."

Pudera, dirão os leitores, a senhora presidente tem "rabos de palha"... senão vejamos:

Foi, ou não foi, a CMA que "impôs" o traçado do MST no Triângulo da Ramalha que tem um AGRAVAMENTO DE CUSTOS de 1.200.000 Euros?

Foi, ou não foi, a CMA que mandou às urtigas os mais elementares direitos dos cidadãos residentes nas Ruas de Lopes de Mendonça e de José Justino Lopes?

Para estes moradores (Jovens mães, deficientes e idosos), foi criado um verdadeiro plano a que poderemos chamar de IMOBILIDADE XXI. Duvidam? Constatem no terreno como a CMA conseguiu (autorizou ou impôs) implementar um verdadeiro plano de "imobilidade"...

Basta de tanta incompetência!

Por estas e por outras a senhora presidente da CMA não fala, não dá entrevistas... Sim, porque se falasse, falava, falava, mas não diria nada... como sempre aconteceu nos Forums ditos de participação do MST (e outros).

santos disse...

A senhora é um vazio total de ideias. Chega a ser ridículo como há gente que ainda a aplaude.
Os seus compreendemos porque ela leva claque, agora outros que a criticam na ausência, só por incoerência e falta de vergonha compreendo.

Anónimo disse...

"(...)E não posso deixar de enaltecer ainda, neste momento, o elevado profissionalismo e empenho evidenciados pela Senhora Engenheira Ana Paula Vitorino, actual Secretária de Estado dos Transportes, ao longo de todo o processo de desenvolvimento deste projecto e não apenas enquanto membro do Governo: na realidade, a sua intervenção neste projecto já vem desde 1996, quando assumiu funções como Presidente da Comissão de Acompanhamento do Projecto, a que se seguiu, em 1999, o exercício de funções como Presidente da Comissão do Concurso de Concessão.(...)"

http://www.moptc.pt/tempfiles/20070502083938moptc.pdf

manuel p. maia disse...

olha olha pra este a dar musica sem instrumentos. E o Despacho dela 06.07/05set de 22 de julho de 05 várias vezes indicado neste excelente blog.
Que ganda burro é o povo...salvo sejam os espertalhões!