sexta-feira, janeiro 19, 2007

Triângulo da Ramalha - A Solução Aprovada

Compare-se a Solução aprovada por Despacho da Secretária de Estado dos Transportes, Cor azul, com a Solução contratual(inicial), tracejado a vermelho e branco. A solução aprovada, a dos moradores, não deixa nenhum prédio no interior do "Triângulo", é de menor impacte ambiental, de menores custos de construção e de menor impacte para moradores, como consta no parecer que serviu de base à decisão, após o estudo comparativo das 5 Soluções alternativas estudadas.

7 comentários:

Paulo Silva disse...

Estou enganado ou afinal o MST já não vai passar pela Rua Lopes Mendonça. É que este ultimo post parece ser a negação dos anteriores.

residente disse...

Este ultimo post não nega os anteriores.Mostra qual é a Solução aprovada pela Secretária de Estado dos Transportes em 22JUL2006.
O que se passa é que há quem queira que esse Despacho não seja cumprido e deseje manter a Linha 3 (Cacilhas-Universidade) na R.Lopes de Mendonça.Portanto pretende que não se cumpre uma decisão governamental exigida por unanimidade pela Assembleia Municipal.Foi exigido ao Governo "decisões a tempo e horas".
Não cumprir , voltar atrás ?
É ESCANDALOSO.
Foram feitos estudos de todas as propostas!

Papoila disse...

Realmente a solução propsta a azul é a melhor opção para todos os moradores.

Se a câmara quiser continuara a quere passar o metro pela Rua Lopes de Mendonça, alguma coisa terá que ser feita. Vamos todos unir-nos.

NoExit disse...

Não querendo dúvidar da veracidade da sua informação, como soube desta alteração ao proposto pelo Governo?

residente disse...

Foi-me transmitido de viva voz, por uma pessoa envolvida a nível superior no assunto e pelo Chefe da Equipa de Missão do MST.

residente disse...

Para "Papoila":
Os moradores envolvidos nisto têm feito um grande esforço para divulgar a solução e este caso do triângulo da Ramalha.
A CMA negou-nos informação quando nos dirigimos aos seus serviços e quando a deu só davam o que queriam!
Hoje já há mais pessoas interessadas sobre o MST do que aquelas que interessava à CMA. A CMA queria fazer dos almadenses fiéis seguidores das suas arbitrariedades e desmandos, passando por cima dos cidadãos e assumir-se com TOP PENSANTE dos almadenses e pelos almadenses.
O voto não é nenhuma procuração para se apoderar de nós. Quem é eleito, não o é para virar proprietário dos munícipes nem do concelho.
Tem de compreender que foi eleito para servir e não para se servir das pessoas, tenho dito isto várias vezes.
Será que estou a dizer alguma mentira?

NoExit disse...

Preocupa-me o facto de faltarem (ainda) 3 anos para as próximas eleições autárquicas!!!
Percebe-se que esta questão foi "empurrada" para depois das eleições para que não houvesse lugar a mais contestação.
Quem ganhou com a paragem das obras?? Ambas as partes!! Ganhou a CMA que "hibernou" este problema e o MST que será indeminizado pelos danos causados...afinal apenas irão perder os moradores...