domingo, janeiro 21, 2007

MST - POR AQUI NÃO! HÁ ALTERNATIVA VIÁVEL

QUEM ESTÁ INTERESSADO EM PREJUDICAR OS MORADORES DA R. LOPES DE MENDONÇA ? Em 16 de Junho de 2005 foi apresentado publicamente aos moradores, um estudo das 5 Soluções alternativas para o traçado do MST no Triângulo da Ramalha. As conclusões desse estudo, foram depois apresentadas à Secretária de Estado dos Transportes, acompanhadas de parecer que lhe permitisse tomar uma decisão fundamentada. A Secretária de Estado dos Transportes não decidiu de ânimo leve. Visitou a obra, ouviu pessoas, foi bem aconselhada e com base nos pareceres apresentados decidiu bem. Agora alguém anda a querer sabotar a decisão da Secretária de Estado dos Transportes. Quem ? Por quê?

6 comentários:

Papoila disse...

Já saiu no Público uma notícia relativa a este problema. É uma questão de começarmos a fazer alguma coisa mais concreta, para que os meios de comunicação social nos oiçam. Aí pode ser que a Câmra volta atrás.

Papoila disse...

Esqueci-me de dizer que pode ler essa notícia no Lado Certo, já que fiz a sua transcrição.

http://oladocerto.blogspot.com

residente disse...

Obrigado pela colaboração e divulgação no seu blog.
É fundamental passar a mensagem...
É fundamental avisar o cidadão...

Anónimo disse...

Realmente é inacreditável o que está a acontecer com a implementação do comboio na Rua Lopes Mendonça. Não pensava ser possivel no Portugal de hoje, mas já vi que tudo pode acontecer e o atropelo às normas mais elementares de convivência é a palavra de ordem.
Boa sorte na defesa dos interesses da população.

Anónimo disse...

Continuo a não entender... Se a solução proposta pelos moradores foi aprovada por unanimidade na Assembleia Municipal, é porque a Câmara de Almada concorda, e bem, com a mesma!
Acresce que foi a pressão da Câmara ao não disponibilizar os terrenos que impediu o avanço do MST na Rua Lopes Mendonça.
Face ao exposto, gostaria que concretizasem os receios e não ficassem em meras suspeitas não fundamentadas!

residente disse...

Para ultimo anónimo:
Há equívocos na sua intervenção/ questionamento:
1- A proposta dos moradores nunca foi aprovada pela Assembleia Muncipal.
Quem aprovou a proposta dos moradores foi o Governo/Estado enquanto dono da obra tendo escolhido esta, entre as 5 estudadas, pelas razões que estão citadas neste blog.
3- A Assembleia Municipal através dos votos da CDU rejeitou ( no fundo a CMA) em 14 de Setembro 2005 uma Moção da Bancada do Partido Socialista, de congratulação pela resolução do problema do Triângulo da Ramalha.
O PS votou a favor, o PSD e o BE abstiveram-se.
2- A Câmara fez aprovar na AM uma deliberação para não disponibilizar os terrenos para o MST, enquanto não fosse fixado o novo traçado para o Triãngulo da Ramalha (exigiu isto ao Governo), entre outras exigências.
A CMA só avançou com essa deliberação após os muitos protestos dos moradores locais e dos cidadãos almadenses, relativamente ao MST e maneira como as obras estavam decorrendo.
3- Como a solução escolhida pelo Governo para o novo traçado do triângulo não era a que convinha à CMA,que pretendia manter a Linha 3 na R. Lopes de Mendonça, a Cãmara foi gerindo o tempo não disponibilzando terrenos, e talvez ou de certeza, movendo influências para ganhar tempo e tentar levar a "àgua ao seu moinho" em prejuízo dos moradores.
Quem Por quê?, não quer que o Despacho da Secretária de Estado seja cumprido.
Quem o quer sabotar?
Neste Blog encontra para trás alguma informação que o pode esclarecer neste assunto e em algumas dúvidas.