terça-feira, setembro 23, 2008

Requalificação Urbana Ferroviária

Na Ramalha a requalificação urbana na mente autoritária dos autarcas trouxe qualidade de vida aos moradores. Tal traduz-se em terem futuramente o comboio da senhora presidente da Câmara (ramal 3 - Cacilhas -Universidade-Cacilhas) a circular das 5h 15m até à 01h 00m do dia seguinte a fazer ruído nas ex-artérias : ex-rua Lopes de Mendonça (na foto), um túnel a céu aberto e ex-rua José Justino Lopes.
Na ex-rua Lopes de Mendonça os quartos dos moradores estão em 9 dos 10 prédios na fachada frontal dos mesmos. Passam a dormir com um comboio no travesseiro. Quer isto dizer que a partir das 05h 15m o sono dos moradores começa a ser perturbado pelo ruído do comboio da presidente da Câmara, que sossegadinha dormirá tranquila e democraticamente à distância desta perturbação.
Para a presidente da Câmara os moradores da Ramalha que se lixem!
Ela estará sossegada e sem ruído ferroviário no seu leito.

Imagem (nocturna) parcial e actual da ex-rua Lopes de Mendonça, com viaturas estacionadas

Na antiga Rua Lopes de Mendonça estacionavam cerca de 50 viaturas diariamente. A requalificação urbana da presidente da Câmara para impor o seu comboio e ganhar a taça, reduziu o estacionamento na ex-rua Lopes de Mendonça a 8 lugares e posteriormente aumentou-o em 50% (mais 4). Onde irão estacionar os seus automóveis e a que custo os "burgueses" residentes, quando os proletários autarcas da nomenclatura municipal se deslocam em Toyotas Prius e BMW e não de comboio?
A zona está saturada de veículos porque a Câmara permitiu a troco de compensações - $$$$$ - a não construção de estacionamentos ou garagens para os condóminos no interior dos edifícios, quando da urbanização da área, que começou a ser edificada em 1986!
Foi um maná, para alguns, com prejuízo para residentes, para Almada e para o ambiente. No meio desta (des)urbanização houve "sobreviventes" não residentes locais.

1 comentário:

morador disse...

Na ex-RLM são 12 prédios dos quais 11 têm os quartos virados para a via férrea.
Havendo uma média de 3 habitantes por apartamento serão cerca de 156 habitantes a caminho da depressão por não dormirem.