domingo, setembro 07, 2008

A Grande Saga do Comboio

A Grande Saga para impor o comboio da presidente da CMA em Almada e especificamente na ex-ruas Lopes de Mendonça e José Justino Lopes continua da melhor e mais económica maneira..., à maneira do improviso e da falta de planeamento.
No post anterior referimos como a CMA guardou ou permitiu a guarda de vestígios arqueológicos....mas depois sucedeu o que se pode ver nas imagens seguintes.
Depois de se ter mantido um estaleiro de obras num canteiro durante muitos meses, resolveram tapá-lo. No dia seguinte começaram a fazer escavações à procura de qualquer coisa. E assim se vai o nosso dinheirinho...
Comparem-se as imagens com as do post anterior.
Tudo a "Bem da Almada" e do seu povo!

4 comentários:

Anónimo disse...

O MST é uma porta aberta para saque de dinheiros públicos.

Anónimo disse...

Boa tarde,

Descobri o blog agora, porque pesquisei no google se haveria queixas às obras do MST na Ramalha. No meu prédio estamos há um mês sem elevadores e dizem que é provocado pelas inflitrações de água relacionadas com as obras e actuais regas. O pior é que não há a mínima ideia de quando é que fica resolvido. Imagino que mais tarde ou mais cedo terão que voltar a esburacar... Depois de ler este blog chego à conclusão que não se conseguirá responsabilizar ninguém e ser ressarcido de nada... Vivo num 7º andar, e agora pergunto como seria se fosse idoso ou com alguma incapacidade motora... Para agravar mais ainda, tenho a casa à venda e como é que ponho interessados a subir 7 andares? E se os prazos se tornarem eternos?

Cumprimentos

Moradora disse...

Agora também temos tomates a nascer na curva entre a RLM e a RCO.

Qualquer dia oferecemos uma saldinha à srª presidente.

Anónimo disse...

Almada está toda à venda...
Consultem uma qualquer agência imobiliária da cidade...
Foi este o tão desejado progresso que o MST trouxe à cidade pela mão ignorante da presidente da CMA?
O MST seria sempre bem vindo, mas como um transporte que unisse os centros urbanos da margem sul (Almada, Seixal, Moita Montijo, Alcochete, etc.)...
NUNCA PARA DILACERAR UMA CIDADE, JÁ DE SI COM MUITAS LACUNAS URBANÍSTICAS...
NUNCA PARA CORTAR UMA CIDADE AO MEIO...