sábado, setembro 27, 2008

Irresponsabilidade à Solta

A imposição do comboio designado MST nas ex-ruas José Justino Lopes e Lopes de Mendonça vai causar grandes transtornos aos moradores e automobilistas na mobilidade e acessibilidades locais.
O aumento da poluição ambiental e sonora em consequência das viaturas automóveis passarem a circular mais próximo das habitações por determinação e vontade expressa da presidente da Câmara é outro factor a pesar na perda de qualidade de vida dos residentes.
Durante as obras que se arrastam há um ano, os moradores locais viram as suas habitações devassadas por poeiras e sujidade, obrigando-os a terem as janelas frequentemente fechadas para preservar o interior da agressão exterior, perturbando desde logo as condições de habitabilidade existentes e a saúde das pessoas.
Os estores, varandas, vidros e a própria fachada dos prédios encontram-se com muita sujidade devido às obras. Era humanamente impossível aos moradores fazerem limpeza frequente do exterior para manter os edifícios com aspecto agradável.
Para eles já foi um trabalho e despesa extra terem de limpar com mais frequência o interior de suas casas.
As imagens são uma pequena amostra da sujidade provocada pelas obras na propriedade privada.
pode aumentar as imagens clicando sobre elas
A Câmara Municipal vai responsabilizar alguém pela degradação e sujidade dos edifícios?
A Câmara Municipal quer responsabilizar os proprietários que não recuperem seus edifícios quando degradados e sujos.
Irá a Câmara Municipal penalizar aqueles que sujaram os prédios com as obras ao longo do canal do comboio e estão a contribuir para uma má imagem do concelho, obrigando-os a limpar o que sujaram?
Ou a Câmara continuará a trabalhar para que a concessionária arrecade os lucros da exploração, explore os moradores sem assumir encargos pelos danos provocados e os cidadãos fiquem com os prejuízos?
Que autoridade e moral terá a Câmara Municipal para um dia vir obrigar os proprietários a fazer limpeza e conservação dos prédios, quando não obriga agora aqueles que sujaram e degradaram os prédios, a assumir suas responsabilidades de reparar os danos causados?
A Câmara Municipal de Almada também tem a sua quota parte de responsabilidade, porque foi ela que pediu este comboio para Almada e as obras são consequência disso.
Os moradores da Ramalha não são tapete para a Câmara Municipal e Concessionária limparem os pés.

8 comentários:

Anónimo disse...

Gente que não tem vegonha. Escondem o rosto ao dizerem que estão a serviço público.
"C...m e mijam" em todo lado e os outros que limpem.

Anónimo disse...

Olha a desculpa para não limparem nem pintarem os prédios ahahaha.
Agora querem que a Câmara pinte os prédios deles..
Tem sempre uma fisgada..

Anónimo disse...

Apesar de avançada inteligência e observador perspicaz, o último anónimo ainda tem hipótese de recuperar se comprar e usar "o Magalhães" do Sócrates.
Atenção compre e use porque só comprar não produz o efeito desejado.

Anónimo disse...

E a falta de segurança para os Moradores e Municipes na Ex RLM continua ...

Tem toda a razão o autor do Blog pela forma clara como aqui apresenta o problema ....

Abrem o acesso da ex RLM ao trânsito sem dar conhecimento a ninguém e sem as minimas condiçoes de segurança:

- Sinais de transito não funcionam ...
- Calçada por concluir junto a -
AV.Bento Gonçalves

- Passadeiras por concluir, ou terra de jardim ou buracos no espaço canal

- Calçada a arrancar-se (várias pedras soltas) junto as caixas dos esgotos pluviais.

E as Viaturas das Obras alguns moradores e municipes a abrir provocando grandes nuvens de poeirada.

- Os lancis de Acesso as garagens na EX RLM, estão mal feitos, são muito inclinados provocam danos nos pneus

- Os cantos dos lancis não tem a mesma inclinação do restante lancil

- O Lancil não pode ficar assim tem que ficar todo ao mesmo nivel, por isso esta situação deve ser corrigida o mais breve possivel

- É inaceitável numa obra destas esta situação..

Onde está a Fiscalização da Obra??

Morador ex RLM

Anónimo disse...

Ontem á noite na Bento Gonçalves um automóvel entrou no espaço canal do metro.
Ficou suspenso nos carris,no local onde não há cobertura por terra ou calçada.

morador Ex-RLM disse...

É os danos causados durante as obras nalguns prédios? Quem os vai reparar?

Anónimo disse...

A EMPRESA QUE ANDOU A FAZER INSPECÇÕES "DEFENSIVAS" NÃO TIROU FOTOGRAFIAS ÀS FACHADAS DOS PRÉDIOS?
A QUEM AS ENTREGOU?
BASTA COMPARAR O ANTES COM O DEPOIS...
SERÁ DIFÍCIL CONCLUIR QUAIS FORAM OS "JAVARDOS" QUE SUJARAM OS PRÉDIOS?
POR AMOR DE DEUS, SENHORES DO MST (E SEUS EMPREITEIROS) ASSUMAM AS VOSSAS RESPONSABILIDADES.
EMBORA PAREÇA, ALMADA NÃO É UMA COUTADA...

Anónimo disse...

Tal como os selvagens que fazem uma qualquer guerra, nunca assumem os chamados danos colaterais...
O "Zé Povinho", o munícipe, que se lixe, só serve para pagar taxas, taxas e mais taxas (IMT, IMI, Ssneamento,resíduos sólidos, enfim tudo o que serve para engordar as boas contas da C.M.A...).