terça-feira, janeiro 15, 2008

O GRANDE FIASCO !

Finalmente o "Futuro" que foi anunciado chegar à Cova da Piedade, o designado Metro Sul do Tejo ou MST ou eléctrico rápido ou comboio, está a revelar-se um GRANDE FIASCO, mesmo depois de o percurso ter duplicado para Corroios-Universidade(e Estação do Pragal)-Corroios.
Dados recolhidos entre os dias 9 e 14 de Janeiro 2008 na Rua de Alvalade, por contagem de passageiros transportados nas composições em horas de ponta e fora de horas de ponta em dias de semana incluindo 6 composições contabilizadas no sábado e domingo, com tempo de chuva e tempo seco, são os seguintes:
Total de passageiros transportados pelas composições à passagem pela referida rua nos dois sentidos: 593
Número Total de composições que transportaram estes passageiros: 90
Nº Médio Passageiros/Composição, para os valores recolhidos: 593/90 = 6,6
Note-se que em horas de ponta, manhã e tarde, em intervalos diversificados, foram contados passageiros de 58 carruagens, portanto maior número que nas restantes horas.
Com este número médio de passageiros transportados e atendendo a que o percurso actual é o dobro do percurso inicial Corroios-Cova da Piedade-Corroios, onde havia um prejuízo diário de 15.000€, talvez possamos dizer que actualmente esse prejuízo será de 30.000€ diários, apesar de o número médio de passageiros transportados ter subido 65% - mas o percurso duplicou -(6,6x100/4=165%) 165%-100%= 65%
Ainda não se viram os 7.000 estudantes de que falava a presidente da CMA, dentro deste comboio!
Afinal que futuro é este?
Isto não é futuro nem para os almadenses nem para os portugueses, nem obras destas são Futuro para Portugal!

15 comentários:

Anónimo disse...

Bem deve ter grandes cunhas para saber exacatamente o número de utentes..
Ou então inventa números aos calhas e mal claro, para que lhe deem razão..

Anónimo disse...

Multem os gajos, é bem feito, estão mesmo a pedir!!!!
Gostam tanto de andar de carrinho é porque podem pagar multa.
Portagens à entrada de Lisboa já!!!
Cambada de egoistas, gostam de andar de cú tremido também devem gostar de ser multados!!

MB disse...

Quando não se tem argumentos, passa-se às ofensas... Muitos parabéns!

Anónimo disse...

Caramba, o autor deste blog não deve ter mesmo nada para fazer. Ou então é rico, pode pagar a quem conte passageiros nas composições do MST! Parabéns ao autor do blog.

Continue a contar passageiros. Mas já agora em todas as estações, senão os números são irrelevantes. E continue a escrever estas peças que ilustram bem o que tantas vezes você próprio aqui afirmou: que a sua preocupação é, apenas, o tão afamado "triângulo da Ramalha" e só isso! Está demonstrado, por si próprio, que é mesmo só isso! Nada tem contra o MST, só o preocupa o "triângulo". Está visto, sim senhor, está visto ...

Conhece o ditado português que diz que "mais depressa se apanha um ... que um coxo"? Assim está você! Mas vai pelo bom caminho, sim senhor. A mim diverte-me à grande! Como lhe digo, continue!

residente disse...

caro anónimo, digo-lhe que o objectivo deste blog é mesmo diverti-lo, assim o caro anónimo entende, assim penso e estou preocupado com o seu divertimento.
Quem não se diverte com isto são os almadenses e os portugueses que estão a pagar ou vão pagar a factura do grande buraco onde o Estado enterrou para já cerca de 390 milhões de euros para complicar a vida em Almada.

Quanto ao resto não se preocupe, porque para nada fazer...de jeito, já existem algumas pessoas na Câmara de Almada.

Verificamos que o caro anónimo ficou preocupado com estes nºs.
Agradecemos a sua intervenção e análise sempre oportuna e bem vinda.

Anónimo disse...

"Ou então é rico, pode pagar a quem conte passageiros nas composições do MST!"

Os moradores estudaram e propuseram a melhor solução para o traçado, lembra-se?

E, se quiserem fazer essas contagens noutra das artérias "beneficiadas" com o traçado efectivamente implantado, até o podem fazer, tranquilamente e sem despesas de maior, a partir do interior das suas casas se habitarem nos pisos térreos...

manuel a.maia disse...

Oh anónimo consulte a documentação disponibilizada neste blog, também pode ver oficialmente se lhe facultarem e veja como quem tramou os moradores e fez o erário público gastar mais dinheiro foi a presidene da câmara Maria Emília, com o alto patrocínio de mais alguém....
Q´a ganda negociata.

Anónimo disse...

Anda por aí um anónimo ressabiado, mas que quando ã razão lhe foge, foge-lhe também o pé para o chinelo.
Como já vi escrito, "é o que dá terem autarcas que não são da terra".
Começo a crer que é bem capaz de ser verdade!

Anónimo disse...

É verdade é.
Estes autarcas, vieram para Almada para se governarem melhor...
A vida no interior alentejano e algarvio era bem mais ingrata e dura.
Aqui, em Almada, quem teve (e tem) olho é rei.
E "olhos" é o que não tem faltado a qualquer dos autarcas eleitos, sim porque o importante na vida é fazer bons negócios, o que nem sempre coincide com o fazer bons trabalhos....
Em Almada, infelizmente, o que os autarcas têm feito (ou propiciado "inocentemente")desde há muitos anos a esta parte, são bons negócios... Quanto a bons trabalhos, estão bem à vista.

O MST a pisar os moradores que ficam sem passeios ou a entrar-lhes literalmente pelos quartos,

O comércio local e tradicional a agonizar, e com ele os empregos que criava, etc. etc.

Outros se estarão a rir e porquê:

Investiram milhões em grandes superfícies e criaram empregos precários e de miséria (exploram a geração dos 500 Euros, os jovens licenciados);

Forneceram composições ferroviárias e garantiram contratos de exploração (e de monopólio)por trinta anos;

São premiados logo à partida pela sua manifesta incompetência.

Etc., etc..

Caros visitantes, metam na vossa cabeça que isto do Triângulo da Ramalha, não afecta só os moradores "inscritos" no malfadado tiângulo...

Afecta todos aqueles que, como muitos dos cidadãos honestos que aqui se manifestam apresentando as suas ideias, são religiosos pagadores de impostos...

Se todos estivessem neste último grupo nunca, mas mesmo nunca, seria possível a concretização de tantas alarvidades, quer na cidade de Almada, quer em muitas outras deste pobre País...

Anónimo disse...

É curiosa a notícia hoje saída num jornal.
Tendo visto os números que este blog divulgou tive curiosidade de ontem fazer uma amostragem em hora de maior frequência do MST, regresso de trabalhadores de Lisboa, das 17 e 10 minutos até 19.50
Os valores estão próximos do citado porque foram anotados só em hora de tráfego intenso de carruagens e são os seguintes:
Contagem de 20 carruagens seguidas 175 passageiros depois mais 6 , 59 passageiros. com estes números a média é de 9 passageiros por carruagem, só para hora de "rush".
Não percebo a rentabilidade do MST.
Querem enfiar à força mais um barrete aos portugueses.

francisco silva disse...

Sugiro que jornalistas façam uma amostragem de contagem para verficar se o mst aumentou 65% ou 125%, isto é se passou de 4 para 7 ou para 9 utilizadores em média

residente disse...

O Sr. Dr. José Luís Brandão, presidente da concessionária Metro Transportes do Sul deveria vir para a rua, pôr os pés na lama e ver o que os almadenses vêem, deveria contar os passageiros nas composições do MST e então já não confirmaria a "adesão positiva dos utentes" nem diria que esta «tem elevado índice de procura de utentes pelo transporte público» em geral,( a não ser que se esteja a referir aos TST autocarros). Será? conforme declarou à LUSA e foi publicado no "Destak".

A CMA também é muito esclarecedora neste campo: "Contactada pelo Destak, a CMA confirma a «percepção de um aumento no número de utilizadores do metro» nesta segunda fase, ainda que não possua números concretos de passageiros.

De facto a percepção poderá ser significativa em percentagem: passar de 4 para 8 representa o dobro de passageiros!, o que não deixa de ser um aumento de 100%.É mesmo muito.
É extraordinário. Atesta o êxito do projecto e nas estatísticas 100% sempre foram 100%, não há dúvida.

É Almada no seu melhor "municipalesco" que rima com carnavalesco.
É tempo de Carnaval!

agora é que o mst vai andar "à pinha"... ( e os híbridos vão ficar na garagem ? )... disse...

“Para o Metro Sul do Tejo, assumimos todos o compromisso de em 2008 viajarmos entre Cacilhas, Universidade e Corroios», assumiu a presidente da autarquia, em conferência de imprensa.
http://www.avante.pt/noticia.asp?id=22986&area=7

Tiago disse...

80% dos estudantes da FCT sao de Lisboa, logo, entram/saiem no Pragal portanto o aumento exponencial provocado pelos estudantes da FCT não consegue ser observado na Rua de Alvalade!

Acho que só quando todo o projecto estiver pronto podemos tirar as devidas conclusões..

Anónimo disse...

Logo ficaria mais barato construir a linha do mst Estação do comboio Pragal-Universidade-Estação do comboioPragal duplicando as viagens vai e vem!