quarta-feira, dezembro 12, 2007

MST - O METROMILHÕES

Aconteceu em mais um Fórum dito de Participação MST realizado em Almada no passado dia 10 de Dezembro, segundo notícia Diário Digital/Lusa: "Almada: Concessionária do MST responsabiliza-se por atrasos
O presidente da concessionária responsável pela exploração do Metro Sul do Tejo (MST) responsabilizou-se hoje pelo atraso das obras que provocará o adiamento da totalidade da rede em três anos."
Mas em 9 de Maio de 2005 o Diário de Notícias publicava com este título e subtítulo:
Na mesma notícia do Diário Digital/Lusa lê-se:
"José Luís Brandão pronunciou-se sobre a temática durante o foro de participação do Metro Sul do Tejo, que decorreu na noite de segunda para terça-feira no Fórum Romeu Correia, em Almada. «Não vale a pena dizer que não temos culpa, quem não tem culpa é a população que não tem nada a ver com estes atrasos. No entanto, tenho de assumir que a concessionária trabalha em condições de alguma precariedade», declarou o presidente da Metro Transportes do Sul. As inerentes dificuldades financeiras, consequência do atraso na exploração de toda a rede, foram a principal razão apontada por José Luís Brandão para justificar o retardamento das obras, considerando que este acaba por ser «um ciclo de eventos que se encadeiam uns nos outros».
O atraso das obras, além de ser prejudicial para a concessionária e futuros utentes abarca também consigo o agravamento da questão financeira, que, por seu lado, prejudica o avanço a tempo dos trabalhos.
Nesse sentido, o Governo aprovou em Conselho de Ministros, quinta-feira, um pagamento extraordinário de 70 milhões de euros em relação ao custo inicial da primeira fase da obra, centralizada no Concelho de Almada, que deveria custar 320 milhões de euros. "
Ouvimos até hoje as mais mirabolantes desculpas para o atraso da obra. Assistimos a um ping-pong Governo-Câmara Municipal de Almada-Concessionária, na atribuição de responsabilidades por esse atraso.
O Governo responsabilizou a CMA pelo atraso conforme noticiava o DN, cujo artigo pode ser lido aqui http://triangulodaramalha.blogspot.com/2007/11/revolta-do-governo-contra-cma.html .
A CMA responsabilizava o Governo por não tomar decisão sobre o traçado do MST no Triângulo da Ramalha e a localização do designado interface de Cacilhas e a Concessionária por não apresentar as plantas parcelares do projecto para a cedência dos terrenos.
A Concessionária responsablizava a CMA por não ceder os terrenos a tempo.
O Governo decidiu o traçado no Triângulo da Ramalha, optando por uma solução mais económica,( menos 1.200.000 euros), de menor impacte ambiental e menos prejudicial aos moradores, mas a presidente da CMA achou que os moradores deveriam ser castigados por terem ousado defender com determinação os seus direitos e não se submeterem ao seu jogo.
De nada valeu o Governo reconhecer que os moradores tinham razão.
A presidente da Câmara tinha de castigar os "insubordinados" e mostrar que a sua "democracia"controlada e totalitária se sobrepõe a tudo e todos... e impôs ao Governo a manutenção da linha 3 a passar na rua onde residem "os insurrectos", "os rebeldes", na Rua Lopes de Mendonça conforme imposição da presidente da Câmara à Secretária de Estado dos Transportes.
O Governo ajoelhou-se aos pés da presidente da CMA (a que preço ?)...prejudicando os moradores e retirando do erário mais 70 Milhões de euros para pagamento de devaneios.
Com alguma indiferença da comunicação social perante o descalabro, o povo assistia, a este triste espectáculo, sabendo que sobraria para ele o pagamento de todas as fantasias e birrinhas da presidente da CMA.
Finalmente vêm-se a saber segundo a notícia, que o responsável "é outro"...que esse atraso é premiado com dinheiro dos contribuintes, 70 milhões de euros retirados pelo Governo do erário público, para serem entregues à concessionária, a sortuda, como se tudo esteja em conformidade e.... afinal ninguém é responsabilizado.
Então o responsável pelo atraso ainda é premiado com dinheiro dos contribuintes?
Não há um contrato que responsabilize a precaridade e a irresponsabilidade ?
Em que condições este projecto e obra foram entregues e concessionada a exploração?
.
Melhor que o euromilhões, só o "METROMILHÕES".
É IRRESPONSABILIDADE A MAIS!
70 Milhões de euros é muito dinheiro desperdiçado, sacado do erário público .
Segundo foi dito em tempo, para enterrar o Metro era necessária uma verba menor mas prevaleceu a construção à superfície porque assim mostrava-se ao "povinho" o "comboio-brinquedo" da presidente da Câmara e poupava-se algum dinheiro.
"Cadê" esse dinheiro?
"Cadê" os responsáveis por este buraco financeiro?
Porquê, algumas pessoas ditas democratas e representantes do povo, brincam assim com o povo , evaporam dinheiro dos contribuintes e "continuam a assobiar para o ar"?

13 comentários:

victor disse...

Depreendo que para ter acesso ao metromilhões basta não ser competente e não cumprir prazos contratados.

Anónimo disse...

Que grandes espertalhões!
Depois de terem obtido do governo a garantia de serem indemnizados já assumem a responsabilidade.
O GOVERNO VAI PAGAR 70 MILHÕES PARA ALGUÉM SE DECLARAR CULPADO.
Não admira que tivesse sido ignorada a proposta que permitia poupar um milhão de euros...
Pudera!
O objectivo era gastar mais 69 dele!
Que grande negócio este!
O Estado a sacar uma fortuna do bolso dos contribuintes para encobrir acordos mafiosos entre empresas, autarcas e governantes.
Não admira que todos se calem.
E essa verba sairá do orçamento do Estado já em 2008?
É bom que seja assim pois em 2009 vamos ter um ano inteiro em campanha eleitoral e os representantes do povo nessas alturas têm sempre muitas despesas...
seria muito curioso seguir o percurso de cada cêntimo desses 70 milhoes...

Anónimo disse...

De como um simples post pode "trair" as intenções do seu autor.

Que significa isto? Uma coisa muito simples: está descoberta (para mim já estava, há muito, agora é para todos) a "careca" do autor. Não é o afamado "triângulo da Ramalha" que o move, não senhor! É mesmo o Metro no seu conjunto! O problema do Residente (que toda a gente sabe quem é, até candidato foi ...), é que não gosta do Metro. Senão, como explicar a questão do "enterrado" que ele (de forma absolutamente demagógica) aqui coloca agora? Pensava que passava despercebido? Percipitou-se? Que lhe deu para vir agora com uma destas e neste contexto?

Agora sim! Agora percebo porque é que este Residente renegou o voto que os cidadãos do Pragal lhe confiaram nas últimas eleições autárquicas. Agora está claro. Claríssimo!

Caro Residente: as declarações do responsável máximo do consórcio do Metro deviam obrigá-lo a um acto de contrição (não necessariamente católico, sublinho) relativamente a muitas das acusações que você aqui tem sustentado contra a Câmara Municipal de Almada e os seus responsáveis. Mas não, você opta pela "fuga para a frente", e enterra-se. Não percebeu ainda o lodaçal que criou à sua volta? Não entendeu ainda que as suas "baterias" têm estado voltadas para o lado errado? Não entendeu ainda que, no fundo no fundo, você é o principal "carrasco" dos seus próprios interesses?

Acorde, Residente. Acorde porque taslvez ainda não seja tarde.

residente disse...

Este anónimo deve estar a sofrer muito para vir com esta conversa.
Será que sofre por ser funcionário de um partido...?
Liberte-se de amarras e pense com liberdade e em liberdade.

maria cravo disse...

Fico admiradíssimo com os anónimos que se julgam donos de Almada, tal como o partido que desgoverna Almada.
Devem começar a perceber que a população almadense não é por eles. Eles são uma minoria a dominar este concelho. Almada tem uma história e uma viv~encia que os ultrapassa.
Vejam se entendem .

gustavo rocha disse...

Deduzo das palavras do 2ºanónimo que o caso da ramalha cheira a vingança.
Se assim é, é muita sujidade.

Anónimo disse...

Não percebo o comentário do Gustavo Rocha. Qual caso da Ramalha? Vingança? Porquê vingança? E de quem sobre quem?

Quanto à Maria Cravo, se discordar - com argumentos - do Residente é querer ser "dono de Almada", tudo bem, quero ser dono de Almada!

Sintomático é que o Residente não tenha sequer tentado desdizer-me. Não, acusa-me de ser funcionário de um partido (não me conhece, mas deduz ...), ainda que não diga qual e ele há muitos partidos, diz para me libertar de amarras - felizmente estou já liberto de amarras há 33 anos -, e diz para pensar com liberdade e em liberdade - o que, também felizmente, posso abertamente fazer igualmente desde há 33 anos, mas que já antes fazia, ainda que às escondidas -, mas não reage ao que eu digo de substancial.

Ah, ainda diz que devo estar a sofrer muito. E essa é que eu não percebo mesmo! Mas tudo bem ...

Isto é que é sintomático.

Anónimo disse...

O Mário Alves finalmente calado esteve bem.O Campelo distante e fora destes jogos de poder é competente. O Brandão é o mais feliz. Marco isto está a correr bem e já falta só um ano e 3 foruns de participação (missão cumprida). A Câmara a mais circunspecta (ficamos se sem saber se acha muito ou pouco os 70.
Quem explica o que se pode comprar com 70 milhões de €? Quantas casas de 4 assoalhadas no Laranjeiro é que se podem comprar com tal verba? Ou quantos carros híbridos, ou a gaz natural se podem comprar?...
Estes 70 milhões têm de ser explicados por parcelas: quanto custaram as obras a mais na Rua de Alvalade... etc até chegarmos ao aumento da obra em mais 22%.
O enterramento do metro só custava mais 6%. Onde é que eles já vão...
Estas obras a mais e atrasos dão um geitaço. As obras não caem nas eleições; a outros ávidos por trabalhos a mais negociados sabe-se lá como, não fazem as plantas e apostam que o tempo lhes corre a favor.
A Europa paga isto e nós teremos de pagar à Europa nem que seja com os sacrifícios que se pedirão às gerações futuras.
We need a special one que explique isto melhor "olhos nos olhos" sem vinganças nem gratuitas afirmações de poder. Está na hora de encontar novas protagonistas que saibam interpretar os anseios de uma cidadania europeia verdadeiramente europeia. Basta de esbanjar dinheiro. Se o tostão tem de ser justificado mais terá de ser o milhão. Estou indignado e solidário com o residente que nem insultos, nem ameaças veladas silenciaram.

Anónimo disse...

Continuo com a minha opinião de sempre, ou seja que o MST é benéfico para a margem sul, embora o seu traçado seja uma aberração, mais parecendo ter sido elaborado por quem não é de Almada.
Pois a malta sabe que a chefa não é de cá, mas ao menos podia ter perguntado, não é?
Cumprimentos.

Anónimo disse...

A CHEFA NAO É DE CÁ MAS VEM VER A BOLA DE VEZ EM QUANDO .

Anónimo disse...

estes gajos que foram corridos do PC ainda sao mais radicais que o jerónimo . o pior que um PC ressabiado só um comuna iludido

Anónimo disse...

Ninguém me explica o que se pode comprar com 70 milhões? Paciência. Sou o o anónimo que começou o comentário referindo-se ao Mário Alves e a outros membros da mesa do XIX Forum de participação (DEZ/07). Para quem não tenha percebido, o Marco que refiria é o Engº. Marco Aurélio, Chefe de Missão.
Um lamento Sr. Joé Luís Brandão: será que o Sr prefere continuar a trazer quatro passageiros nas carruagens, pagando os contribuintes os lugares vagos a dar umas boleiazinhas de vez em quando ao povo contribuinte?

Anónimo disse...

70.000.000.00 Euros (setenta milhões), explicam-se com muita facilidade...

Basta roubar sete euros a cada um dos dez milhões de portugueses...

Nada mais fácil...