domingo, dezembro 09, 2007

AUTARCAS MENTIRAM AOS ALMADENSES

Divulgamos o comentário de um anónimo indignado com as mentiras dos autarcas, deixado no "post" anterior, após as revelações do Deputado Luís Rodrigues, do PSD, depois da reunião com a Secretária de Estado dos Transportes em 06DEZ2007.
Anónimo disse... Será que uma qualquer "iniciativa" da CMA junto da Secretaria de Estado tem o "poder" de mandar às malvas um DESPACHO da própria Secretária de Estado? Que argumentos teria apresentado a CMA que pudessem sobrepor-se ao estudo comparativo das cinco soluções que haviam sido apresentadas publicamente? Quanto custou o estudo comparativo? Será que este estudo, tendo sido encomendado pelo dono da obra (O ESTADO PORTUGUÊS), não tem qualquer valor pelo simples facto de não ter correspondido aos mais altos "interesses" dos (i)responsáveis autárquicos de Almada? Porque será que todos eles vêm mentindo ou omitindo a verdade, sonegando informações quando são questionados pelos moradores ou pelo Tribunal de Contas? Pelos moradores, pois sempre afirmaram, formal e informalmente, que a decisão final seria do Governo... Pelo Tribunal de Contas, pois quando no exercício do direito ao contraditório, sonegaram a existência do Despacho da Secretária de Estado... Agora sim, poderemos dizer com todas as letras... ESTES AUTARCAS NÃO PRESTAM... ESTES AUTARCAS MENTIRAM ONTEM... ESTES AUTARCAS MENTIRAM HOJE... ESTES AUTARCAS SÃO UM VERDADEIRO EMBUSTE... Ou estaremos enganados e haverá um qualquer "despacho" da CMA que tenha "revogado" o despacho da Secretária de Estado que tinha fixado o triângulo da Ramalha" quando adoptou a solução cinco como a melhor? Será que estamos no tempo do Napoleão, onde qualquer decisão era sempre tomada por um número impar de pessoas, mas três eram de mais?... Chega de tanta incompetência Senhora Presidente da CMA, sua, e dos seus acólitos. A sua pela eventual ignorância na matéria, a dos seus acólitos pela eventual ganância, ou, quem sabe, pelas duas razões... Dezembro 07, 2007 10:38 PM

8 comentários:

rui disse...

Incompetência, ausência de vergonha e irresponsabilidade são características da actuação destes autarcas.
Mentir aos deputados na Assembleia Municipal é faltar ao respeito à população.
Não cumprir deliberações da própria Assembleia Municipal é desrespeitar as regras democráticas.
Não respeitar as regras democráticas é ofender a população o povo, os eleitores.
Quem assim procede não presta, não serve a democracia,não merece a confiança dos eleitores.

Anónimo disse...

Ainda estamos no tempo dos FAZENDEIROS...

Como no antigamente (em função da Colónia onde se encontravam), os FAZENDEIROS, os (i)responsáveis autarcas da CMA, só servem para receber e esbanjar o fruto da dura colheita do "algodão" ou do "amendoim"...

Desculpem, os tempos agora são outros, e os produtos das colheitas foram "actualizados"...

As Colónias de lá, FELIZMENTE, emanciparam-se, depois de muitos anos de estúpida guerra e de grandes sacrifícios...

Na Colónia de cá, na RGA (Região Autónoma de Almada), tanto faz, os FAZENDEIROS passaram a fazer a colheita do IMI, a colheita do IRS... e mais milhão menos milhão lá vão esbanjando o produto de tais colheitas...

O comum "almadense", o povo trabalhador, como sempre, antes via passar os navios, agora vê passar os comboios, porque o futuro está (quase) a chegar...

Está a chegar, onde?

A cidade está a definhar...

O comércio tradicional está a agonizar e a morrer lentamente...

Por favor, assim não, não estraguem tanto milhão..

Anónimo disse...

"(...)“A culpa vai morrer solteira”, diz Luís Rodrigues.
(...)
O traçado da linha do metro é outra questão para a qual o social-democrata chama a atenção, afirmado que a autarquia “não assume” a alteração ao despacho da secretária de Estado, Ana Paula Vicente, que previa a passagem da linha pela rua de Alvalade
(...)
Foi a própria secretária de Estado que disse ao deputado que “tinha sido iniciativa da câmara alterar o despacho”, razão pela qual Luís Rodrigues vai pedir “justificações” ao Governo. Contudo, o social-democrata salienta que questionou Ana Paula Vicente, que disse que “aceitou a alteração”(...)"

in: http://www.setubalnarede.pt/content/index.php?action=articlesDetailFo&rec=9814


Isto está lindo!

Uns não "assumem" a alteração, outros dizem que a "aceitaram"...

Mas a culpa não vai morrer solteira pois já contraiu matrimónio com o contribuinte...

Anónimo disse...

Se a Secretária de Estado aceitou, deveria dizer porquê, o que esteve em jogo, que contrapartidas houve ou se foi pressionada.
Qual o papel dela nisto, porque mandou fazer um estudo e fez um despacho tecnicamente fundamentado?
Estaremos num país de bananas e de "coronéis"?

Anónimo disse...

"(...)Sem querer fazer comentários sobre este acréscimo, a autarquia alega que o atraso na cedência de terrenos se ficou a dever ao facto da concessionária não ter entregue o projecto à Assembleia Municipal, a entidade responsável pelo processo(...)"

in:http://jn.sapo.pt/2007/12/07/pais/metro_do_tejo_mais_caro_milhoes_euro.html

Quererá isto dizer que a culpada do atraso, segundo a fonte da autarquia, acaba por ser a beneficiária da indemnização devida pelos mesmos atrasos??!!

Que grandes negociantes Portugal tem a actuar em nome do seu Estado e do seu Povo!!!

Anónimo disse...

Para os que têm a memória curta, os (i)competentes autarcas de Almada, CONVIRÁ recordar as decisões que ELES PRÓPRIOS tomaram:


Em 10 de Março de 2004, a Assembleia Municipal de Almada(AMA, quem? a algibeira do cidadão...) aprovou por unanimidade uma deliberação de origem CMA, apresentada pela bancada CDU/PCP, onde entre outras reivindicações se exigia ao Governo:

"A fixação do novo traçado no chamado "Triângulo da Ramalha", encerrando o dossier após explicação técnica fundamentada à população, permitindo desta forma a elaboração do projecto de execução."

DEPOIS DA FIXAÇÃO DO TRAÇADO, QUE FIZERAM OS AUTARCAS?

IGNORARAM-NO... e trataram de "FIXAR" outro que mais lhes conviesse, AOS BOLSOS DELES CERTAMENTE, NÃO AOS BOLSOS DOS CIDADÃOS.

E a explicação técnica fundamentada à população?

Para quê... a população só incomoda com ideias que contrariam o poder local E OS "LEGÍTIMOS INTERESSES DA MAIORIA"...

Até daria vontade de rir, se não estivessem a brincar com os cidadãos...

Este tema daria até um bom "tesourinho deprimente" para os GATOS FEDORENTOS...

O País passaria a conhecer melhor Almada e não seria necessária a publicidade da CMA paga por todos nós... nos diversos canais de televisão...

Nunca se esqueçam que o cão não morde a mão de quem lhe dá o pão (e a televisão também não...).

E EU É QUE SOU O BURRO? EHHHH

Anónimo disse...

É uma verdadeira...mentira protagonizada por uma dupla a jogar com uma bola viciada.

Anónimo disse...

Recordando os velhos tempos...

Palram pega e papagaio
E cacareja a galinha
Os ternos pombos arrulham
Geme a rola inocentinha.

Se as pessoas dão o dito por não dito, isto é, se não assumem as decisões formalmente tomadas e publicamente divulgadas, mais não fazem que o papel da pega e do papagaio, aqui bem ilustrados na foto...

Quanto a cacarejos, talvez o daqueles que, tendo tomado uma decisão, recuam, face ao "palrar" dos intervenientes anteriores...

Os ternos "pombos" que arrulham, de felicidade, talvez aqueles que, passo a passo, vão pisando os munícipes nos seus mais elementares direitos ao descanso e à mobilidade...

Geme a rola, como gemem, e hão-de gemer todos os pagadores de impostos para pagarem tão gorda "factura"...

Basta, com estes procedimentos, isto não é um País, é uma coutada...