domingo, abril 20, 2008

As "Melhores" Acessibilidades dos Moradores da Ramalha

A presidente da Câmara Municipal de Almada no seu árduo e inteligente trabalho para proporcionar melhor qualidade de vida aos moradores da Ramalha com o seu comboio especial MST dotou toda a zona de "excelentes" condições de mobildade e "melhores" acessibilidades com vemos nas imagens.
Colocou escadas e obstáculos onde não existiam. Construiu um futuro de dificuldades para os moradores e peões.
É "o progresso e o desenvolvimento" na sua fraca visão de gerir uma cidade e de se interessar por uma comunidade com autoritarismo, arrogância e desrespeito pelas regras democráticas que devem existir numa sociedade livre, humana, fraterna e responsável.
1. Escadas "facilitadoras" de acessos, onde antes não eram necessárias: 2. Varandas à esquerda na foto, por afundamento do solo para implantar duas vias férreas, fazendo desaparecer a rua:
3. Garagem na semi ex-rua D. José de Alarcão, que anteriormente não tinha problema com entrada de águas pluvias e hoje está sujeita a inundação devido à excelente requalificação urbana da Presidente da Câmara, que construiu com o seu Plano de Acessibilidades Mobilidade 21, um calcetamento em plano inclinado que faz escoamento para a entrada da garagem: visível nesta foto, terra depositada resultante da chegada da água à entrada:
4. Entrada "muito facilitada" de uma garagem na ex-rua José Justino Lopes em obras para implantar o comboio:
5. Prédio na ex-Rua José Justino Lopes com rampa de acesso bilateral quando antes não era preciso:
Os moradores locais sentem-se "muito felizes" com estas "excelentes condições" de acesso e mobilidade, que vêm "facilitar" extraordinariamente a sua vida.
Nunca imaginaram que houvesse alguém que se interessasse tanto pela qualidade de vida dos habitantes locais, como este "democrático" elenco camarário.

19 comentários:

MB disse...

E a isto a Presidente e o Marco Aurélio, chamam "Espaço ALTAMENTE REQUALIFICADO"...

Palavras para quê?

Anónimo disse...

Almada é exemplo de urbanismo pobre e mau.

Anónimo disse...

Se existem nestes arruamentos algo que contrarie preceitos legais ou regulamentos sobre esta matéria, tal deve ser denunciado.
Caros vizinhos apontem estes aspectos para que os responsáveis técnicos e politicos sejam confrontados com as ilegalidades caso elas existam.
As fotos e comentários que foram apresentados de pouco servem se não forem apresentadas nos termos que refiro. A sua falta revela mesmo que está tudo bem.

Anónimo disse...

A largura minima dos passeios é 1,50 (livre de obstáculos) e as rampas a inclinação maxima é de 5% (DL 163/2006)...não me parece que o que se mostra nas fotos cumpra esses parametros.

Anónimo disse...

Estamos a ficar "carecas" de confrontar os (i)responsáveis técnicos e politicos face às soluções aberrantes que adoptaram (impuseram)...
Hoje, com a obra delineada no terreno, é bem evidente para todos os Almadenses que a solução proposta pelos moradores e APROVADA PELA SECRETÁRIA DE ESTADO, era bem mais vantajosa para todos.
Palavras para que?
São políticos portugueses...

NOTA:
NEM TUDO O QUE ESTÁ LEGAL estará necessariamente correcto...

Anónimo disse...

Esta é a obra que dona Emília fez questão em fazer.
Já disse, mais que uma vez, que esta senhora pratica os mesmos princípios de Salazar: "quem não é por mim é contra mim".

Anónimo disse...

Parabéns pelo excelente trabalho ao Responsável do Blog.

A D. Emilia e os seus comparsas estão incomodados com os factos indesmentíveis aqui apresentados.

Nunca tiveram ninguém que os confrontasse com a má gestão da CMA de forma tão evidente e bem fundamentada como aqui tem sido feito.

A arrogância, falta de consideração, e parcialidade com que tem tratado os moradores da Ramalha fazem lembrar o 24 de Abril, e as Ditaduras Comunistas.

A D. Emilia não é a Dona da CMA.
A CMA é dos municipes.
Está na hora de dar lugar aos outros. Já chega tantos anos no poder.

Anónimo disse...

Quando fôr crescido quero morar numa rua assim.
E quero que a garagem do meu prédio possua esse espaço todo.

:):)

Anónimo disse...

É uma requalificação urbana projectada por gente de visão desenrasca de qualquer maneira.
O concelho tem uma autarquia chefiada por uma ditadora e incompetente.

Anónimo disse...

Os moradores da Ramalha, alto lá! ALGUNS moradores da Ramalha, ainda aceito.

Esta nota é para o anónimo das 11:48 de 21 de Abril. Arrogância, falta de consideração e parcialidade são epítetos que caem muito bem é a ALGUNS moradores da Ramalha neste processo todo. Querem, à força toda, impor as suas vontades. Arrogantemente! E o primeiro desses moradores da Ramalha é o autor deste blog. Por isso, só por isso, não mereceria nenhuns parabéns.

Mas também não merece porque ao contrário do que este anónimo a quem me dirijo afirma, os "factos" aqui apresentados não são factos. Por isso são "desmentíveis". Quer ver como?

Assim: os moradores da zona da Ramalha vão ficar com o espaço público altamente qualificado. Aliás, as fotos aqui publicadas pelo autor do blog (exceptuando aquelas que maldosamente apresentam a situação de obra ...) atestam bem a qualificação introduzida naquela área da cidade. Entradas amplas para garagens, passeios em empedrado (veja lá sr. eng, autor do blog, se se esqueceu do que aprendeu na faculdade ... então o empedrado à portuguesa não é bom para as chuvas? Veja lá, sr. eng...), espaços exteriores qualificados, mais área verde, um meio de transporte amigo do ambiente e das pessoas. Enfim, factos são estes.

Quanto às acessibilidades, melhoraram e muito. Muito! O autor do blog gosta muito de fazer demagogia. E à demagogia não se deve responder, é um facto. Mas não resisto. Então o problema do sr. eng. são os carrinhos de bébé e os cidadãos portadores de deficiência, não é? Bom, estão agora bem melhor protegidos. Porque não apenas se mantém todo o espaço necessário para a sua circulação, como se criaram condições de maior segurança. Se o autor do blog fosse sério, não publicava apenas as fotos tiradas dos ângulos que mais lhe interessam, distorcendo grosseiramente a realidade e a verdade. Ia mais longe e mostrava tudo. Isso sim, é que seria sério. Assim não, é demagogia pura!

Portanto, estou como o penúltimo anónimo: quando for crescido quero mesmo morar numa rua como as que estão a nascer da intervenção do Metro Sul do Tejo ...

Mas o anónimo a quem respondo, no fim, diz tudo o que pretende. Pelo menos é objectivo. Percebemos qual é o seu verdadeiro problema e o seu verdadeiro interesse. Já quanto ao autor do blog ... permanece a dúvida. Nunca respondeu à minha pergunta de sempre: quais são, de facto, os seus motivos. O que o move efectivamente nesta cruzada.

morador disse...

Moro na ex-RLM, com 3 quartos com vista para o comboio e aceito trocar de casa com o último anónimo

Anónimo disse...

Oh morador, cuidado com o que escreve. Não sabe onde eu moro ...

morador disse...

É verdade. Mas estou tão descontente que é minha intenção trocar de casa. Se a sua tiver condições identicas às que a minha tinha antes do dito comboio podemos pensar nisso. Ter o comboio a 4 metros dos quartos deve vir causar muito desconforto.
Comprei casa na RLM, porque era uma zona sossegada e de facil acesso a Lisboa e também ao centro de Almada.
Neste momento almada é para esquecer. Ir lá é um pesadelo e qd as obras estiverem concluidas oxalá não seja o "deserto"

Anónimo disse...

Sabe uma coisa, anónimo da troca de casa? Vivo no centro da Cidade de Almada. E tem piada, não sinto o mesmo que você! Não vivo qualquer pesadelo. Estranho, será? Você quando tem que ir ao centro de Almada, é um pesadelo. Eu vivo no centro de Almada e não vivo nenhum pesadelo. Estranho...

Mas se está tão descontente assim, então é mesmo melhor ir-se embora. Diz o povo, e com toda a razão, quem não está bem, muda-se!

Anónimo disse...

Então??????

Agora que eu ia comentar o post das linhas roxas, amarelas, vermelhas, azuis e outras cores, é que o autor do blog o retira do "ar"??????????

morador da ex-RLM disse...

Mas é isso mesmo. Concordo consigo. Embora isto só tenha começado a fazer parte dos meus planos com esta situação. Não sou daqueles que gostam de andar com a casa às costas. Há uns anos diriamos que esses eram os ciganos...agora, nem esses.

Anónimo disse...

Sr Defensor do MST e da Estratégia da CMA, PCP e D. Emilia

Espaço publico altamente qualificado isto ????

Se o Senhor fosse morador e utilizador assiduo da Ex RLM e Ruas limitrofes de certeza que não tinha essa opiniao...

Faltam Condições de segurança e sinalização para as pessoas circularem na ex RLM

Nos ultimos dias para atravessar a Rua vi nnnn pessoas a deslocarem-se da Av Bento Gonçalves até a zona da ex rotunda na Rua Cidade de Ostrava.

Também vi pessoas a molharem os pés todos na RLM ao atravessarem as pequenas barragens que la estavam nos ultimos dias, porque não se deram ao cuidado de colocar uma passagem que ofereça o minimo de condições de segurança.

Vedações e blocos de cimento em cima dos passeios de qualquer maneira provocando quedas a algumas pessoas e crianças como eu já vi.

Onde é que andam os Fiscais da CMA, IGT e demais Entidades competentes que fiscalizam a obras públicas ????

Já que se dizem tão democratas e defensores das populações, cumpram o vosso dever, fiscalizem e denunciem o que está mal.... para que no minimo os municipes possam circular em segurança na Ex RLM.

Também não está garantido o acesso aos prédios (já não falando do acesso ás garagens) a viaturas de emergência no caso de ser necessário.

Oxalá que não seja necessário mas em caso de incêndio ou outra situação de emergência bem ficamos todos agarrados, porque a CMA autorizou obras numa rua onde vivem centenas de pessoas e não garantiu as condições de segurança necessárias aos municipes, protegendo o MST e desprotegendo os municipes que pagam os seus impostos para que no final do mês não faltem os ordenados chorudos a D.Emilia e seus comparsas.

É obrigação da CMA garantir condições de segurança aos municipes.

Pensem nisto antes que seja tarde demais.

Em relação ao empedrado o Sr não conhecia a RLM, porque de certeza absoluta que tinha mais empedrado do que aquele com que vai ficar.

Já que esta solução é tão qualificadora do espaço publico, porque é que nunca tiveram coragem de a apresentar e discutir com os moradores antes da sua implementação.

Os verdadeiros democratas são frontais, não fazem as coisas às escondidas como os srs da CMA fizeram com os moradores da Ramalha.

Já vi obras públicas em paises subdesenvolvidos que são efectuadas com mais condiçoes de segurança e protecção aos municipes que estas obras do MST.

Anunciaram 2 meses de obras e já lá vão 4.

Por este andar nem para o Natal ficam prontas ...

Anónimo disse...

Há por aí um artista que diz que quem não está bem muda-se...
Bom, sempre é uma melhoria em relação aos paises que ele adora (ou adorava), porque nesses, quem não estava bem...não se podia mudar.
Mas caro anónimo, enganou-se, porque em Portugal, muda-se é o treinador...e não os jogadores !

NoExit disse...

Ao ritmo que as obras avançam parece-me que o pai natal vai sujar os sapatos com lama...